in

Felinos: Alopecia simétrica bilateral é um sinal de que algo não anda bem

Veterinários precisam tratar sua causa base para acabar com o problema

Os felinos podem nos pegar de surpresa com alguns problemas de saúde, já que são uma caixinha de surpresa. Entre algumas coisas que podem acontecer com eles e exige certa investigação está a alopecia simétrica bilateral. De acordo com a médica-veterinária, que realiza atendimento especializado em felinos, Ludmilla Malta, a alopecia bilateral felina não é uma doença, mas, sim, um sinal.

“É um padrão de reação clínica no qual o gato manifesta alopecia simétrica sobre o tórax, o flanco, o abdômen ventral ou as regiões pélvicas. É bilateral, pois acomete, normalmente, áreas acessíveis à lambedura pelos animais”, explica a profissional. Ainda segundo ela, é um sinal, relativamente comum, encontrado na clínica.

A profissional também afirma que, na maioria dos casos, a etiologia subjacente é uma doença pruriginosa, que pode estar complicada por proliferações bacteriana secundária ou de leveduras. “As causas alérgicas precisam ser levadas em consideração. Ela também é capaz de se desenvolver após exposição a irritantes ou fármacos tópicos. Também é necessário avaliar se o excesso de autolimpeza está associado à dor ou a uma doença clínica, como cistite; ou à alterações artríticas, como a artrite intervertebral”, afirma.

Chegar a um diagnóstico correto é importante para encontrar a causa do problema e também buscar a solução para ele. Ludmilla conta que um histórico rico fornece melhor subsídio para o diagnóstico assertivo. “Contudo, é necessária a realização de exames físicos e complementares, a fim de estabelecer a causa da lesão”.

Alguns dos exames mais comum a serem realizados, segundo Ludmilla Malta são: exame parasitológico do raspado cutâneo; avaliação do cerúmen; exame da fita adesiva; exame com lâmpada de wood; cultura fúngica; citologia de pele; tricograma; exame histopatológico. “Também pode ser necessária a realização de exames específicos para diagnóstico de alguma doença de base”, comenta.

Leia, gratuitamente, a reportagem completa em nossa revista on-line. Clique aqui.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mercado brasileiro: Serviços para pets crescem 17% em cinco anos, segundo Instituto Pet Brasil

Cirurgia: Rinoplastia animal garante melhor respiração para braquicefálicos