in

FILHOTES DEVEM RECEBER NUTRIÇÃO RICA EM PROTEÍNAS DE ALTA QUALIDADE

Nutrição balanceada e completa auxilia no crescimento saudável dos pets

Cães e gatos filhotes merecem atenção especial e precisam de nutrição adequada para essa fase da vida. A melhor alternativa é um alimento que auxilie no desenvolvimento dos ossos e que supra as necessidades nutricionais para a fase do crescimento. Outro detalhe é que os cães trocam os dentes por volta do quarto ao sexto mês de vida. 

Nessa fase de troca, eles costumam comer menos que o normal e uma ração inadequada pode causar desconforto. Por isso, a indicação é de uma alimentação conforme a fase do animal, nesse caso, o médico-veterinário das rações Max, da Total Alimentos (Três Corações/MG), Marcello Machado, indica dietas específicas para filhotes, que contenham proteínas de alta qualidade e que possuam vitaminas e minerais essenciais. 

Segundo o profissional, é importante que os produtos tenham formulação 100% natural para filhotes, sejam livres de corantes e aromatizantes artificiais, ricos em nutrientes e vitaminas de qualidade. “Além de concentrar bons níveis de cálcio para a saúde dos ossos e dentes, deve contar com outros ingredientes selecionados para garantir crescimento saudável ao animal”, explica. 

Quantidade. É imprescindível seguir as recomendações da embalagem quanto à quantidade de alimento para o pet, de acordo com Machado, pois este cuidado faz com que o filhote não corra o risco de se tornar um animal obeso ou com deficiências alimentares. 

A opção de alimentos úmidos leva, basicamente, carnes selecionadas e vegetais. “O indicado é oferecer ao filhote, patês com colágeno natural, tripolifosfato de sódio (reduz a formação de tártaro) e zeolita (auxilia na redução do odor das fezes)”, indica. 

Quando crescem? Os cães de raças mini ou pequena podem ser considerados filhotes até 10 meses de vida, já os de raças médias são filhotes até os 12 meses de vida, conforme explica o veterinário. “Raças grandes só deixam de ser filhotes a partir dos 18 meses e gigantes apenas a partir de 24 meses”, aponta. 

Para entender a importância da escolha da ração para a saúde dos gatos, o tutor deve pensar que é dela que seu pet absorve os nutrientes que precisa para se manter vivo. “Se a ração tem falta de algum nutriente, o corpo do gato terá falta dele também”, destaca. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HÁBITOS DE ANCESTRAIS SÃO REFERÊNCIA PARA ROTINA DE CÃES E GATOS

CBNA DIVULGA NORMAS PARA ENVIOS DE TRABALHOS CIENTÍFICOS