in

Fundador de aplicativo de banho e tosa dá dicas de cuidados com a pelagem dos pets

Thiago Calixto sinaliza problemas futuros que podem ser evitados com a atenção dos tutores

Quando se trata de saúde animal, qualquer sinal pode ser suspeito, até mesmo, a pelagem. É possível investigar algumas doenças através dos pelos dos pets, é o que afirma um dos fundadores da Doggi, Thiago Calixto.

De maneira a ajudar os tutores, Thiago pontua alguns sinais principais de atenção quando o assunto é pelagem e, principalmente, se for longa. 

Começando com a hora do banho, os animais com maiores pêlos requerem, segundo o fundador, atenção para que não caia água dentro dos ouvidos dos pets, a fim de evitar problemas futuros como, otites. Além do banho, a secagem também é de extrema importância, neste cenário é fundamental não deixar nem uma região úmida, para que doenças e enfermidades na pele sejam evitadas, as mais comuns são, queimaduras e dermatite. 

“É comum as pessoas pensarem que apenas a secagem com uma toalha é suficiente, mas não é. O ideal é utilizar um secador que garante a secagem correta de todas as partes do corpo, como dobras e patas, por exemplo, que costumam ser negligenciadas”, revela Calixto. Mas, também, vale lembrar que, caso não seja possível o uso de secador, o recomendado é que o animal tome sol por um curto período. 

Outro ponto importante a ser levado em consideração, é a escovação dos pêlos, a prática em pets com pelagens maiores é fundamental para evitar nós que podem facilitar a proliferação de pulgas, carrapatos e infecções. O sócio da Doggi também reforça os cuidados com o animal que precisa da tosa, de maneira que o manto não atrapalhe o animal em atividades como brincadeiras e até mesmo visão e olfato.

Entretanto, todos esses cuidados devem ser seguidos à risca e intensificados ainda mais no verão, já que esses animais podem sofrer com o calor. Contudo, uma pelagem bonita reforça a ideia de saudável e livre de possíveis problemas e infecções.

banho e tosa
Uma pelagem bonita reforça a ideia de saudável e livre de possíveis problemas e infecções (foto: reprodução)

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Nas redes sociais, veterinário deve tomar cuidado para não ferir Código de Ética Profissional

Reflexo da pandemia na gestão das carreiras indica período de transformação

Faculdade de Veterinária da UFRGS se destaca em ranking mundial de universidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

saude bucal com roedores

Médica-veterinária alerta sobre os cuidados bucais necessários com os roedores

Diagnóstico cão diabético

Diabetes em cães e gatos é motivo de alerta para os tutores, doença pode ser silenciosa