in

GOVERNO REALIZA AÇÕES PARA PROTEGER ANIMAIS DE ACIDENTES EM ESTRADAS

DER e concessionárias atuam para reduzir o índice de mortalidade nas vias

DER e concessionárias atuam para reduzir o índice de mortalidade nas vias

Por meio do Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (DER), o Governo Paulista adota diversas ações voltadas à proteção de animais domésticos e silvestres em circulação nas rodovias. De acordo com a Secretaria de Estado de Logística e Transportes, a malha viária pavimentada de São Paulo chega ao total de 35 mil km, passando por diversas regiões em que os bichos podem cruzar as pistas. 

Desse modo, em locais estratégicos, ações são combinadas para reduzir o índice de mortalidade de animais nas vias e ampliar a segurança dos usuários. Um dos exemplos de atividade ocorre na Rodovia Arlindo Bettio (SP-613), no trecho de 14 km que passa pelo Parque Estadual do Morro do Diabo (próximo à cidade de Teodoro Sampaio), no Pontal do Paranapanema. 

Além da sinalização vertical, com ilustrações de animais da região nas placas, o DER adotou como medidas básicas a implantação de onze passagens inferiores de fauna, a redução da velocidade máxima (para 70 km/h) e a instalação de radares fixos duplos, além da realização de campanhas de conscientização com motoristas. 

Segundo o coordenador de Meio Ambiente do DER, José Francisco Guerra, as principais ocorrências com animais nas estradas paulistas envolvem onças, veados, tamanduás e onças, entre outros exemplares, em várias regiões paulistas. “Temos o desafio de proteger os cidadãos, a fauna e localizar os pontos críticos para implantação dos espaços de zoopassagem, principalmente junto aos cursos d’água”, explica. 

estrada

As principais ocorrências com animais nas estradas paulistasenvolvem onças, veados, tamanduás e onças (Foto: reprodução)

De olhos abertos. O órgão estadual, que administra 14 mil km de estradas, elabora um monitoramento, que será realizado durante um ano, para levantar informações sobre iniciativas ligadas à proteção da fauna. 

Além dos exemplares silvestres, outra preocupação do Departamento é com o atropelamento de animais domésticos, principalmente os bovinos, equinos e bubalinos (búfalos). “Pretendemos ampliar as parcerias com instituições capazes de recuperar os animais. Atualmente, temos convênio com a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, do campus de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), para onde os exemplares encontrados nas rodovias são encaminhados”, afirma Guerra. 

Além disso, ele reforça que é importante debater a divisão de responsabilidades entre Estado, concessionárias, municípios e integrantes de setores de atividades econômicas para a proteção dos bichos. 

De acordo com o coordenador, usuários das rodovias que identificarem animais na pista ou próximos a elas podem entrar em contato com o DER pelo telefone 0800-055-5510. Uma alternativa é acionar agentes da Polícia Rodoviária Estadual ou do Policiamento Ambiental, da Polícia Militar do Estado de São Paulo. 

Fonte: Governo do Estado, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ABO3VET REFUTA AFIRMAÇÕES DE VETERINÁRIO PUBLICADAS PELO CFMV

DIETA À BASE DE INSETOS MELHORA SINAIS CLÍNICOS DE DERMATITE ATÓPICA