in

GRUPO DE TRABALHO DO CFMV BUSCA INCENTIVAR INTERESSE DE MÉDICOS-VETERINÁRIOS PELA AQUICULTURA

O profissional capacitado pode contribuir para diminuir as perdas de animais aquáticos por enfermidades e contaminação

A elaboração de propostas para despertar o interesse dos médicos-veterinários pela Aquicultura e contribuir para a capacitação na área foi um dos assuntos tratados na primeira reunião do grupo de trabalho nos dias 26 e 27 de janeiro, em Brasília (DF).

Criado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV, Brasília/DF) em novembro de 2015, o Grupo de Trabalho (GT) Aquicultura é formado pelos médicos-veterinários Eduardo de Azevedo, que preside o grupo, Agar Perez, integrante da Comissão Nacional de Especialidades Emergentes do CFMV, Eliana de Fátima Marques de Mesquita, da Universidade Federal Fluminense (UFF, Niterói/RJ) e Emiko Shinozaki Mendes, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (Ufrpe, Carpina/PE).

Durante o encontro, o GT iniciou a proposta de elaboração de um curso à distância sobre Aquicultura e a inserção do médico veterinário na área. Os integrantes do grupo também irão contribuir com conteúdo para o Projeto Arca – Banco de Conhecimento da Medicina Veterinária e Zootecnia, a ser lançado em breve pelo CFMV.

O GT espera colaborar para despertar nos estudantes e profissionais de Medicina Veterinária o interesse por uma área importante economicamente e que demanda profissionais qualificados.

“O médico-veterinário devidamente capacitado na parte de doenças de animais aquáticos pode contribuir para diminuir as perdas por enfermidades e contaminação, uma vez que detém todo o conhecimento, adquirido na formação, que levam ao raciocínio em sanidade e não apenas em patologia”, afirma o presidente do GT Aquicultura, Eduardo de Azevedo.

A discussão de propostas de resoluções que regulamentam a atuação dos médicos-veterinários e zootecnistas na Aquicultura deve ser assunto da próxima reunião. Saiba mais aqui

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPLETANDO 40 ANOS, UNESP TAMBÉM COMEMORA OS AVANÇOS NO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

PARA ABINPET, AUMENTO DA TRIBUTAÇÃO SOBRE ALIMENTO PARA PETS É RETROCESSO