in

PSICÓLOGOS CRIAM PLATAFORMA PARA ATENDER PROFISSIONAIS DA SAÚDE

Quem atua no combate ao Covid-19 pode ter sintomas de ansiedade, entre outros

Quem atua no combate ao Covid-19 pode ter sintomas de ansiedade, entre outros

A Rede de Apoio Psicológico está com uma missão durante essa pandemia: conectar profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate ao Covid-19 a psicólogos voluntários dispostos a atendê-los gratuitamente. A iniciativa nasceu a partir da vivência dos psicólogos fundadores, que começaram a receber em seus consultórios relatos de angústia e medo de trabalhadores da saúde. No entanto, já existem estudos para embasar a necessidade de apoio para a categoria.  

Uma pesquisa da Escola de Medicina de Zhejiang, na China, mostrou que uma quantidade considerável de profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate ao Coronavírus relatou ter sintomas de depressão, ansiedade, insônia e estresse – especialmente entre as mulheres, que são maioria nos cargos de enfermagem. 

Segundo o estudo, esses profissionais têm uma probabilidade até 95% maior de desenvolver depressão e podem precisar de suporte e intervenções psicológicas. “Em uma situação de crise, o sujeito perde as balizas do cotidiano, do que ele acredita e, num atendimento pontual, tentamos recuperar algumas delas. E isso ajuda ele a se movimentar no meio caótico em que está trabalhando” explica a psicóloga membro do grupo Faces do traumático do Departamento de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae, Camila Munhoz. A profissional também é uma das idealizadoras da plataforma e afirma que, é como se a pessoa tivesse que recuperar algo de si muito fundamental para poder continuar. E é isso que uma escuta pontual se propõe a fazer.

Mais de 3.800 psicólogos já se inscreveram e mais de 400 conexões foram realizadas na primeira semana de testes. “Nossa expectativa é que a ferramenta chegue nos quatro cantos do País e apoie o maior número possível de agentes da saúde”, avisa a psicóloga e chefe de gabinete da deputada estadual Marina Helou (REDE-SP), cujo mandato apoia a iniciativa, Marina Bragante. 

A parlamentar inclusive acredita que essa iniciativa tem um grande potencial. “Profissionais da saúde estão entre nossos grandes heróis na linha de frente. E estamos falando apenas dos médicos, mas também dos enfermeiros, veterinários, dos recepcionistas e profissionais de limpeza do hospital e de todas as pessoas envolvidas para que o sistema continue funcionando”, explica Marina. Para ela, oferecer apoio a eles é tão importante quanto os cuidados que eles oferecem.  

A gestora cultural e terapeuta social, Evelyn Gomes, chama atenção para a importância de iniciativas que articulem políticos e sociedade civil. “Plataformas que consigam unir voluntariado a entidades com poder de tomada de decisão são uma ferramenta poderosa que devemos estimular em momentos de crise como o atual”, argumenta. Evelyn é uma das idealizadoras do CuidaMe, uma plataforma que conecta profissionais que cuidam de saúde mental a políticos e seus gabinetes, e faz parte do time de voluntários que colocou a Rede de Apoio Psicológico de pé.  

A plataforma já está funcionando e disponível para o Brasil todo. Os profissionais da saúde que desejarem apoio qualificado podem se inscrever por meio deste site

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

REPRODUÇÃO

DIA DA SAÚDE: TUTORES DEVEM PREVENIR QUE SEUS PETS SOFRAM POR DOENÇAS

REPRODUÇÃO

COVID-19: FELINOS PODEM SER MAIS SUSCEPTÍVEIS À DOENÇA?