in

GRUPO DA WSAVA DIVULGA DOCUMENTOS COM RECOMENDAÇÕES VACINAIS

Orientações ajudam o clínico na escolha pelo melhor protocolo de vacinação aos pacientes

Orientações ajudam o clínico na escolha pelo melhor protocolo de vacinação aos pacientes

Olhando de uma forma mais regional para a América Latina, parte do continente onde habitamos, a Associação Mundial de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (WSAVA, sigla em inglês) reuniu o Grupo de Diretrizes de Vacinação (VGG) para visitar e conversar com médicos-veterinários de alguns países do continente para, em seguida, publicar um documento com recomendações para os profissionais no que diz respeito à vacinação.

No grupo que percorreu, entre 2016 e 2019, países do continente latino, estava presente uma brasileira: a professora associada aposentada de Clínica Médica e Enfermidades Infecciosas de Pequenos Animais da Faculdade de Medicina Veterinária da UNESP de Araçatuba e membro do VGG, Mary Marcondes. 

“Durante o projeto, o VGG realizou visitas à Argentina, Brasil e México, para que pudéssemos reunir o máximo possível de informações e de evidências científicas antes de redigir o documento. Desta forma, nos reunimos com clínicos veterinários  de pequenos animais; representantes de associações veterinárias e órgãos de classe; docentes de universidades públicas e privadas envolvidos em pesquisa com doenças infecciosas de pequenos animais e no ensino de microbiologia, imunologia, clínica médica e vacinologia; profissionais ligados à indústrias produtoras de vacinas, além de fazer visitas a diversas clínicas veterinárias em várias cidades nos três países” detalha Mary.

Segundo ela, foi elaborado um questionário on-line que foi respondido por clínicos veterinários, para que se obtivessem informações sobre as doenças infecciosas comumente observadas nas clínicas e sobre os protocolos de vacinação utilizados por esses profissionais. “Toda a literatura científica referente a doenças infecciosas e vacinologia foi revisada, de modo que as recomendações para a América Latina foram formuladas usando os princípios da Medicina Veterinária Baseada em Evidência”, menciona.

Saiba o que mudou nos protocolos de vacinação lendo a reportagem de capa da edição de agosto. Clique aqui.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

LEIA TAMBÉM:

Humanização dos animais resulta em dietas desequilibradas

Linha Recombitek, da Boehringer Ingelheim, ganha novo produto

Estudos apontam que Saúde Única pode evitar futuras pandemias

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

REPRODUÇÃO

CRMV-BA PROMOVE CAMPANHA DE DOAÇÃO DE ALIMENTOS A ANIMAIS

REPRODUÇÃO

ROYAL CANIN ABRE INSCRIÇÕES PARA SEU SIMPÓSIO VETERINÁRIO INTERNACIONAL