in

Mercado pet: Portugal potencializa importações de produtos brasileiros

Segundo o Instituto Pet Brasil, valor das exportações nacionais ao país europeu cresceu mais de 387% em 2020

Segundo o Instituto Pet Brasil, valor das exportações nacionais ao país europeu cresceu mais de 387% em 2020

Atualmente o Brasil possui diversos mercados com forte representatividade quando o assunto é exportação, e, para o setor pet o cenário não é diferente. Segundo um recente levantamento realizado pelo Instituto Pet Brasil, envios para Portugal crescem quase 400%, só 2020.

Como explica o IPB, o valor das exportações cresceu mais de 387%, saltando de US$ 57.519 (FOB) para US$ 280.249 (FOB). “O resultado coloca o mercado português como o segundo que mais cresceu em valor de exportação, ficando atrás somente da Austrália e à frente dos EUA, Itália e Emirados Árabes”.

Neste cenário, a participação nas exportações de produtos pet brasileiros também saltou. O Instituto pontua que, em 2019, Portugal representava apenas 3% de todo valor exportado. Hoje essa representatividade saltou para 20%. “Ao olharmos para o volume, a exportação praticamente dobrou: saltou de 6,7 mil toneladas em 2019 para mais de 12,3 mil toneladas em 2020. O produto mais enviado é o pet food, produto que ultrapassa 90% das exportações”, ressalta o IPB.

Importância deste levantamento. “Essas informações são um norte para bons negócios, para as empresas brasileiras. Principalmente em períodos de turbulência econômica, investir no comércio internacional pode criar divisas, e ajudar a impulsionar o mercado pet do nosso país, que já se mostrou resiliente tantas vezes, 2020 incluso”, comenta presidente-executivo do IPB, Nelo Marraccini.

O IPB também projeta um crescimento de 13,5% do mercado pet brasileiro em 2020, quando comparado com os números de 2019.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Panda-gigante morre aos 38 anos em zoológico chinês

Saiba quais são os nomes mais comuns dados aos cães no Brasil