in

Vetoquinol oferta diurético à base de torasemida para tratar sinais clínicos de ICC

Incidência de Insuficiência Cardíaca Congestiva é maior em cães de meia-idade e idosos

Incidência de Insuficiência Cardíaca Congestiva é maior em cães de meia-idade e idosos

Em contínuo desenvolvimento para ofertar produtos de qualidade e inovadores, a Vetoquinol traz ao mercado brasileiro o UpCard. Diurético à base de torasemida, a primeira especificamente desenvolvida para cães no mundo, tem como finalidade o tratamento de sinais clínicos de Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC). O medicamento é ofertado em comprimidos palatáveis e facilmente divisíveis

De acordo com a empresa, foram 10 anos de pesquisa e desenvolvimento, com amplo suporte de especialistas, além de uma série de artigos publicados em importantes e diferentes veículos de comunicação científica até poder ofertar o produto.

“[O] “UpCard apresenta maior biodisponibilidade, com ação 20 vezes mais potente que a furosemida. Seu efeito diurético é mais consistente e uniforme, com menor excreção urinária de potássio. Seus comprimidos são produzidos utilizando a exclusiva tecnologia Vetabs que permite uma melhor divisibilidade, além de serem palatáveis, o que facilita a administração”, destaca a empresa, afirmando que, quando o tema é ICC, diuréticos podem ser associados ao tratamento para eliminar sinais clínicos como edema e congestão.  

A Vetoquinol também pontua que, em estudos realizados, foi comprovado um maior tempo de sobrevida em cães tratados, em comparação aos cães que foram tratados com furosemida. A dose indicada é de 0,1 mg/kg a 0,6 mg/kg, administrada uma vez ao dia”, conclui.

O assunto foi tema do UpSeminar Especialistas, seminário direcionado aos médicos-veterinários que trabalham com cardiologia, realizado pela Vetoquinol Saúde Animal. A palestras foram realizadas por: M. V. Frédérique Woehrlé, Diretora Global da Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Pré-Clínico e Clínico da Vetoquinol; M. V. Elena Garcia, Diretora Médica Global Animais de Companhia da Vetoquinol; M. V. Jaime Dias, Gerente Técnico Animais de Companhia da Vetoquinol Brasil e a M. V. Profa. Dra. Valérie Chetboul, Doutora em Terapia Genética Cardiovascular e Professora Líder de Cardiologia na Escola Nacional de Veterinária de Alfort na França.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Em palestra on-line, Ourofino debaterá sobre importância da campanha Janeiro Branco

CFMV responde matéria da Revista Piauí sobre vacinação de Covid-19 para veterinários