in

EUA: Botões de plástico são utilizados por veterinários para consertar mandíbula de gato

Felino chamado Juicebox foi atacado pelo cachorro da família e teve graves lesões faciais

Juicebox é um gato de sete meses que poderia ter “perdido todas as suas vidas” quando o cachorro de sua família o atacou. Ao invés disso, ele foi salvo por alguns médicos-veterinários inovadores e um punhado de botões de plástico.

Juicebox foi levado ao Angell Animal Medical Center, em Boston, nos Estados Unidos, depois que uma brincadeira com seu irmão canino saiu do controle. O gato tinha uma mandíbula quebrada e graves lacerações faciais, que os veterinários consertaram de uma forma original: utilizando quatro botões coloridos.

Gato precisará encontrar uma nova família sem cães, depois que estiver curado (Foto: divulgação)

“Os botões são presos a fios em ambos os lados de suas bochechas e seguram as suturas no lugar. Mas também mantém a mandíbula no lugar enquanto ele melhora”, disse o porta-voz da Sociedade de Prevenção de Crueldade contra Animais de Massachusetts, Rob Halpin.

Juicebox provavelmente terá seus botões removidos em breve e Halpin diz que já está mostrando seu lado lúdico para sua família adotiva.

“Ele é muito sociável, confiante e não se comporta mal. Animais mais jovens tendem a se curar um pouco mais rápido, assim como os humanos mais jovens”, explica.

O gato sortudo precisará encontrar uma nova família sem cães, depois que estiver curado. Mais de 150 famílias fizeram fila para adotá-lo.

Fonte: CNN, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Discussão: A cor dos pelos do gato influencia em seu comportamento?

Médicas-veterinárias de felinos explicam acometimento por Síndrome de Pandora

Brasil: 90% dos casos de leishmaniose visceral canina da América do Sul ocorrem por aqui

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Paraná abre inscrições para curso de atendimento a casos de maus-tratos de animais

CRMV-RS apresenta proposta de cronograma de vacinação para veterinários de Porto Alegre