in

Paraná abre inscrições para curso de atendimento a casos de maus-tratos de animais

Podem participar os protetores independentes, integrantes de organizações da sociedade civil de proteção animal

A segunda edição do curso a distância para preparar profissionais no atendimento de denúncias de animais vítimas de maus-tratos está com inscrições abertas, no Paraná.

De acordo com o governo, podem participar da capacitação os protetores independentes, integrantes de organizações da sociedade civil de proteção animal e técnicos das 399 prefeituras. O curso é on-line e gratuito. A inscrição deve ser feita no site até 05 de março.

O conteúdo do curso é composto por três módulos: Conceitos Fundamentais e Legislação Incidente; Registro de Denúncias e Atendimento aos Maus-tratos; Maus-tratos e Educação Ambiental.

A duração é de três meses e o início está previsto para a segunda quinzena de março.

O governo explicou que serão abordados temas como: legislação; criação de animais de forma clandestina; zoofilia; protocolos de atendimento; quais são os canais de atendimento; teoria do elo; como a denúncia deve ser registrada até que seja verificada; tutela responsável; entre outros.

Os instrutores da capacitação são representantes do poder público das diferentes instituições envolvidas, assim como profissionais com experiência na temática dos maus-tratos.

Segundo o governo, na primeira edição do curso, mais de 300 técnicos de prefeituras, do Instituto Água e Terra (IAT) e do Ministério Público participaram da capacitação.

Curso é dividido em três módulos com duração de três meses (Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)

Denúncias. De acordo com o governo, a necessidade do curso surgiu após o Ministério Público do Paraná solicitar à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo indicação de técnicos dos municípios para atendimento de maus-tratos.

A população pode denunciar esses casos pelo telefone 181. Em 2020, este canal recebeu 50.659 denúncias. Destas, 7.076 foram sobre maus-tratos a animais domésticos, conforme o governo.

Os maus-tratos a animais domésticos, assim como a animais silvestres, é considerado crime ambiental. Em setembro de 2020, foi sancionada a Lei Federal 14.064/2020, que aumenta a pena para maus-tratos contra cães e gatos. A lei prevê condenação de dois a cinco anos de prisão, além de multa.

Fonte: G1, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Discussão: A cor dos pelos do gato influencia em seu comportamento?

Médicas-veterinárias de felinos explicam acometimento por Síndrome de Pandora

Brasil: 90% dos casos de leishmaniose visceral canina da América do Sul ocorrem por aqui

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Qual será o manejo nutricional ideal de cães e gatos após a castração?

EUA: Botões de plástico são utilizados por veterinários para consertar mandíbula de gato