in

Medicamento UpCard, da Vetoquinol Saúde Animal, promete tratar os sinais clínicos da ICC

Diagnóstico precoce e tratamento eficaz da Insuficiência Cardíaca Congestiva auxiliam na qualidade de vida do pet

Três em cada dez cães de meia idade a idosos apresentam insuficiência cardíaca congestiva (ICC), doença sem cura. Se não for tratada de forma adequada, a enfermidade pode provocar danos irreversíveis à saúde do animal, inclusive podendo ser fatal. “O diagnóstico precoce e os cuidados necessários, com o uso de medicamentos modernos e eficazes, são essenciais para promover qualidade de vida e aumentar o tempo de vida do pet”, explica o gerente Técnico de Animais de Companhia da Vetoquinol Saúde Animal, Jaime Dias.

“Para identificar as alterações cardíacas o mais cedo possível, o tutor deve estar atento a alguns sinais clínicos. São eles: cansaço, fraqueza, tosse frequente, dificuldade em respirar, intolerância ao exercício, diminuição do apetite, emagrecimento e desmaios. Identificando alguns destes sintomas, é preciso consultar imediatamente um médico-veterinário ou um especialista veterinário em cardiologia”, complementa.

O profissional informa que, em casos mais avançados da insuficiência cardíaca congestiva, o pet pode apresentar ainda acúmulo de líquidos que irão acometer principalmente os pulmões e os membros, além de promover lesões importantes em outros órgãos, como os rins. “Esse conjunto de fatores piora drasticamente a saúde do pet, interferindo na qualidade de vida, causando sofrimento e podendo levá-lo à morte”, alerta.

Para tratar os sinais clínicos da ICC, como edema e congestão, a Vetoquinol desenvolveu e lançou UpCard, o primeiro diurético no mundo a base de torasemida. Aprovado para uso em cães, UpCard é um potente diurético de alça, que diminui a absorção de sódio e a retenção de líquido de forma rápida e eficiente. Com efeito prolongado de 24 horas, mantém a diurese mais estável, o que traz mais gentileza ao tecido renal, com menor excreção de potássio urinário, contribuindo para uma menor taxa de arritmia cardíaca, conforme observado em estudo realizado.

“Recente estudo publicado no Journal of Veterinary Internal Medicine mostrou que a torasemida presente em UpCard diminui significativamente o risco de mortalidade cardíaca, além de aumentar o tempo de sobrevida dos cães acometidos pela ICC e tratados com UpCard, em comparação ao grupo tratado com a furosemida”, relata a gerente de Produtos para Animais de Companhia da Vetoquinol, Eliane Estephan

Segundo ela, os comprimidos de UpCard são palatáveis, sabor bacon e produzidos com a exclusiva tecnologia Vetabs, que facilita o seu fracionamento e proporciona praticidade e precisão na dosagem recomendada pelo médico veterinário, além de facilitar a administração e adesão dos tutores ao tratamento prescrito, contribuindo com a saúde e a qualidade de vida do pet.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

(Foto: reprodução)

LEIA TAMBÉM:

Plataforma visa auxiliar veterinários de todo o mundo na questão ‘saúde mental’

Estudo defende que mau comportamento e obesidade em pets cresceram durante pandemia

Nova lei do Estado do Rio de Janeiro proíbe tatuagens em animais de estimação

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Médicos-veterinários de pets ganham novo podcast produzido pela Elanco Saúde Animal

Animal Planet estreia 2ª temporada de “Família ao Resgate” com novas histórias