in

INFECÇÃO PARASITÁRIA É UM DOS TIPOS DE DOENÇAS MAIS COMUNS EM PEIXES

O agente etiológico pode ser protozoários, platelmintos, metazoários ou crustáceos

Nota-se maior procura por profissionais especializados em animais aquáticos dentro da Medicina Veterinária. Com o avanço da profissão, torna-se evidente que os peixes, aves, répteis, anfíbios e mamíferos aquáticos não podem mais ser deixados de lado, já que esses animais também demandam cuidados veterinários, assim como os outros. Vale salientar que o atual cenário é corroborado pela alta taxa de crescimento da aquicultura, assim como maior interesse em manter peixes como pets.

Assim sendo, precisamos ter conhecimento acerca da biologia dessas espécies, seu manejo correto e suas principais características a fim de tratar, diagnosticar e prevenir doenças, sempre visando manter o bem-estar do indivíduo.

Um dos tipos de doenças mais comum em peixes é a infecção parasitária. Ela pode ter como agente etiológico protozoários, platelmintos, metazoários ou crustáceos. Um dos protozoários é a Brooklynella (Brooklynella hostilis). Este ciliado comumente está relacionado ao parasitismo em peixes de água salgada, principalmente peixes-palhaço e cavalos marinhos, podendo até causar mortalidade aguda. Além disso, esse parasita é a versão marinha do outro ciliado Chilodonella. Eles são morfologicamente similares já que ambos apresentam forma oval e inúmeros cílios.

Para a prevenção, é importante monitorar e manter boa qualidade da água e temperatura ideal, evitando estresse no indivíduo, uma vez que ele provocará diminuição do muco protetor da pele e, assim, a entrada de parasitas é facilitada. Além disso, o estresse pode fragilizar o sistema imunológico. Portanto, um manejo correto é imprescindível para evitar essa doença, além de manter todos os parâmetros de água do aquário na faixa ideal.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TUTORES DEVEM REDOBRAR CUIDADOS COM OS ANIMAIS NOS PERÍODOS DE CALOR

EM AÇÃO INTERNA, HERCOSUL FOCA NO DEBATE SOBRE INOVAÇÃO