in

INSTITUIÇÃO DE SANTA CATARINA CANCELA CURSO DE VETERINÁRIA À DISTÂNCIA

CFMV ainda aguarda um posicionamento do MEC sobre o registro do mesmo

CFMV ainda aguarda um posicionamento do MEC sobre o registro do mesmo

Respondendo à mobilização promovida pelos Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária(Sistema CFMV/CRMVs), o Centro Universitário Unifacvest, de Santa Catarina, cancelou a oferta do seu curso de graduação de Medicina Veterinária à distância. A divulgação do registro do curso no sistema eletrônico do Ministério da Educação (MEC, Brasília/DF) causou grande mobilização da categoria profissional e levou o CFMV (Brasília/DF) a enviar um ofício ao Ministério da Educação pedindo esclarecimentos sobre a autorização do curso na modalidade de Ensino à Distância (EAD). 

Até o momento, não houve resposta. O presidente do CFMV, Benedito Fortes de Arruda, critica a demora na manifestação. “É impressionante a omissão do MEC, ninguém sabe, ninguém fala, ninguém responde. Estamos aguardando a resposta do ministério que parece não ter responsável sobre esse assunto”, declara. 

De acordo com o reitor da Unifacvest, Geovani Broering, o cancelamento do curso foi decidido em uma reunião do Conselho Universitário da instituição, realizada no dia 03 de fevereiro. “Já informamos o Ministério da Educação do cancelamento”, assegurou o reitor à assessoria de comunicação do CFMV. 

Cancelado

Cancelamento do curso foi decidido em uma reunião do Conselho Universitário da instituição, realizada no dia 03 de fevereiro (Foto: reprodução)

Broering esclarece que o curso presencial de Medicina Veterinária, oferecido pela Unifacvest há mais de 10 anos, continua na grade do centro universitário, com aulas práticas ministradas na estrutura da instituição. O sistema e-MEC registrava 500 vagas autorizadas para um curso de carga horária de quatro mil horas na modalidade EAD, com previsão para iniciar neste semestre. De acordo com informações fornecidas pela secretaria do centro universitário, o curso seria oferecido em três cidades, com um número limitado de aulas presenciais por semana e a maior parte do conteúdo ministrado via plataforma online. A instituição havia definido o curso como “semipresencial”, uma modalidade que é reconhecida pelo MEC para cursos com, no máximo, 20% da carga horária oferecida à distância. 

Esse foi o primeiro curso do tipo oferecido no Brasil. No ano passado, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) publicou a Resolução nº 515 onde posiciona-se contra a autorização de qualquer graduação à distância na área de saúde.

Em junho de 2016, o CFMV também publicou a Resolução nº 1.114, que estabelece que algumas disciplinas dos cursos de graduação em Medicina Veterinária devem ser ministradas exclusivamente sob a modalidade presencial.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DERMATITE ATÓPICA É UM DOS GRANDES VILÕES DA DERMATOLOGIA VETERINÁRIA

MUDANÇAS NO CÓDIGO DE ÉTICA SÃO ESCLARECIDAS PELO CFMV