Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Linha Nutrição Veterinária, da Royal Canin, ganha mais um lançamento: Renal Small Dog

Por Equipe Cães&Gatos
alimento
Por Equipe Cães&Gatos

De acordo com a International Renal Interest Society (IRIS), estima-se que um a cada 10 cães desenvolverá doença renal ao longo da vida. Diante desse cenário, a Royal Canin apresenta ao mercado nacional o Renal Small Dog, alimento formulado especialmente para atender as necessidades nutricionais de cães de pequeno porte com problemas renais. 

“A doença renal crônica é uma doença grave e o cão pode apresentar sinais inespecíficos como: aumento da ingestão de água e do volume de urina, redução do apetite, vômitos, perda de peso e menor vitalidade. Se o tutor notar algum desses sinais em seu cão ou qualquer outra alteração física ou comportamental, deve levar o animal a uma consulta com o médico-veterinário para avaliação física e exames complementares para diagnóstico e tratamento mais adequado para cada caso”, explica a médica-veterinária e coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin Brasil, Letícia Tortola. 

Alimentação específica contribui para retardar a progressão da doença, aumentar o tempo de sobrevida e minimizar os sinais clínicos (Foto: divulgação)

A Royal Canin possui o alimento da linha Nutrição Veterinária RENAL CANINE, que é formulado para o suporte nutricional em caso de doença renal crônica. Além dele, a marca está trazendo mais um alimento para essa condição: o lançamento Renal Small Dog (2kg e 7,5kg) exclusivo para cães com peso de até 10kg. Possui perfil aromático específico e formato de croquete adaptado para a mandíbula do cão de porte pequeno, para estimular o apetite, principalmente, em casos de aversão alimentar. Outras características funcionais do alimento estão relacionadas ao suporte renal por ser formulado com baixo teor de fósforo e teor moderado de proteína de alta qualidade, que apoiam a função renal com conteúdo energético adaptado para reduzir o volume da refeição e ajudar a compensar a diminuição do apetite. 

De acordo com Letícia, a alimentação específica contribui para retardar a progressão da doença, aumentar o tempo de sobrevida, minimizar os sinais clínicos e melhorar a qualidade de vida do animal. “É muito importante pensar na nutrição como fator chave na saúde do pet. Vale destacar, no entanto, que as funções desempenhadas por um alimento dependem dos ingredientes e dos níveis de nutrientes que ele possui. A nutrição de cães diagnosticados com doença renal crônica precisa conter um teor restrito de fósforo, teor moderado de proteínas de alta qualidade, alta energia, ácidos graxos, ômega 3, EPA e DHA e antioxidantes”, completa. 

O portfólio completo da linha Nutrição Veterinária da Royal Canin possui soluções para apoiar o pet, o tutor e o médico-veterinário em fases críticas da vida do animal. Clique para saber mais.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Zootecnista e adestradora canina fala sobre como manter uma boa convivência entre cães e gatos

CRMV-SP promove a 6ª Semana do Médico-veterinário, de 16 a 18 de novembro

Royal Canin lança alimento focado na primeira fase de vida de filhotes de gatos e cães

Compartilhe este artigo agora no