in

Linxacariose felina possui maior confluência em locais de clima tropical

Dermatopatia tem chamado atenção na clínica de felinos

De grande incidência no Nordeste, linxacariose felina possui maior confluência em locais de clima tropical. E, como aponta artigo publicado na edição de janeiro da Revista C&V VT, doença é considerada sub diagnosticada.

Como aponta o estudo de caso, problema era considerado incomum, mas com o avanço dos estudos pode se considerar que a dermatopatia, causada pelo Lynxacarus radovskyi, tem se apresentado com maior prevalência na clínica de felinos.

Segundo os profissionais responsáveis pelo estudo, os principais sinais clínicos que podem ser observados são: prurido, pelagem seca e alopecia em regiões especificas. O material analisa um caso da doença em uma gata fêmea, discutindo os sintomas, tratamento e prognóstico da doença.

Para entender o caso, leia o artigo completo na edição de janeiro da C&G VF, clicando aqui.

Redação C&G VF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Endocrinovet promove curso de imagem no paciente endocrinopata

Raciocínio clínico em nutrologia de pets é tema de curso da Endocrinovet