Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Livros convidam tutores a registrarem momentos marcantes ao lado de seus cães ou gatos

Em formato de perguntas e respostas, “Coleção Pets” conta com quatro variações
Por Equipe Cães&Gatos
foto-livro
Por Equipe Cães&Gatos

Qual foi a experiência do primeiro dia do seu animal de estimação em casa? Como a chegada dele alterou sua rotina? De que maneira a presença do seu companheiro de quatro patas o ajudou a enfrentar desafios? Heloisa Hernandez do Nascimento criou a “Coleção Pets” para que os tutores possam celebrar a vida de seus cães e gatos, relembrando memórias e registrando momentos inesquecíveis vividos ao lado deles.

Os livros apresentam quatro variações: Meu doguinho e eu!, Minha doguinha e eu!, Meu gatinho e eu! e Minha gatinha e eu!. Enquanto as versões dos cachorros apresentam cenários ao ar livre, os modelos dos felinos são ambientados no interior das casas. Ambos propõem reflexões voltadas ao convívio com o pet, desde quando ter um bichinho de estimação era só um desejo à chegada em casa e dia a dia com ele.

Os livros funcionam como um diário de recordações, em que cada um poderá guardar a sua história com o seu animal de estimação (Foto: divulgação)

Com capa dura, miolo costurado e desenhos em aquarela, as obras oferecem um espaço no fim de cada capítulo para os tutores colarem fotos dos pets, com o objetivo de registrar diferentes fases da vida do bichinho e as situações importantes que ele passou com a família. Trazem também uma tabela para se acrescentar notas relacionadas à vacinação e à saúde dele.

Os livros são como um resgate de memória e a celebração de um laço afetivo. Funcionam como um diário de recordações, em que cada um poderá guardar a sua história com o seu bichinho de estimação. Há espaço para fotos, desenhos e anotações pessoais, além de uma série de perguntas que ajudam você a se lembrar dos momentos mais especiais com o seu pet. (Heloisa Hernandez do Nascimento)

O conteúdo vai ao encontro de mudanças recentes nos núcleos familiares brasileiros, que hoje têm mais bichos de estimação e menos pessoas. Essa realidade já é percebida em dados: o Censo PET IPB 2022 indica que existem 149,6 milhões de pets nos lares. Este número é quase quatro vezes maior que a quantidade de crianças de até 14 anos no país, além da média de moradores de um domicílio ter reduzido para 2,79, de acordo com o IBGE.

“É possível, por exemplo, fazer um livro de memórias sobre uma viagem inesquecível, músicas favoritas, sobre a relação com os pais, filhos, cônjuge, sobre um período de vida… e, nesse sentido, por que não, sobre bichinhos de estimação e momentos vividos juntos? Há quem diga que os pets são os novos filhos de uma geração que muitas vezes opta por não ter descendentes biológicos, pelas mais variadas razões, transferindo amor aos seus bichinhos de estimação”, explica a autora Heloisa Hernandez do Nascimento.

Fonte: Moah Editora, adaptado pela equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:

Veterinária destaca a importância da vermifugação para a saúde dos pets

Comportamentalista animal mostra como ter uma boa convivência com o pet

Veterinária alerta sobre os riscos por com o calor extremo aos pets