in

Março Amarelo: Veterinária fala sobre conscientização e cuidados da doença renal nos pets

Problema é silencioso e é classificado de duas formas: insuficiência renal crônica e aguda

A campanha Março Amarelo na Medicina Veterinária foi criada para alertar os tutores de pets sobre a importância dos cuidados e prevenção das doenças renais. A doença renal é silenciosa e não tem cura. Apesar de ser muito importante nos cães e gatos idosos, a prevenção e acompanhamento devem ser feitos desde quando jovens.

“O rim é um órgão fundamental para o funcionamento adequado do organismo. Ele é responsável pela filtração do sangue e atua eliminando as toxinas (amônia, uréia e ácido úrico) através da produção de urina, secreta hormônios importantes para a saúde em geral e mantém o equilíbrio de água e eletrólitos como sódio e potássio”, explica a médica-veterinária e gerente de Produtos de Nutrição da Avert Saúde Animal, Priscila Brabec.

A chamada insuficiência renal é classificada de duas formas, segundo a profissional: Insuficiência Renal Crônica, que é processo de envelhecimento e geralmente fica mais evidente em animais idosos e a Insuficiência Renal Aguda, que pode ser provocada por fatores externos/genéticos.

março amarelo
A melhor forma de prevenir a Doença Renal é fazer visitas periódicas ao médico-veterinário (Foto: reprodução)

“A maioria dos casos está relacionada com o envelhecimento do pet, mas é importante destacar que a doença renal não escolhe idade! Ela também pode ser desencadeada por fatores genéticos, ser consequência de uma doença prévia como hipertensão ou diabetes, inflamações, infecções ou mesmo por exposição a agentes tóxicos e certos medicamentos”, conta Priscila.

Na Insuficiência Renal Crônica, os primeiros sintomas aparecem lentamente e no início podem até passar despercebidos, como perda de peso progressiva, vômitos, aumento do volume de xixi. Já nos quadros de Insuficiência Renal Aguda os sintomas são repentinos e mais intensos, incluindo também vômito, febre, diarreia e sede excessiva.

“Com o aumento da expectativa de vida dos animais, o aumento de casos de doenças renais é uma realidade já observada. Na maioria dos casos, a doença renal é progressiva e degenerativa, mas apesar de não ter cura, ela pode ser controlada e o pet ter uma boa qualidade de vida, com acompanhamentos mais frequentes no veterinário e mudanças de dieta”, esclarece.

A melhor forma de prevenir a Doença Renal é fazer visitas periódicas ao médico-veterinário, estimular a ingestão de água limpa e fresca, oferecer uma alimentação balanceada e manter o pet ativo com brincadeiras/passeios.

“Março Amarelo é um alerta sobre a importância do acompanhamento frequente com um médico veterinário e da realização periódica dos exames. Quanto mais cedo as alterações renais forem diagnosticadas, melhores são as chances do pet manter sua qualidade de vida e longevidade”, finaliza Priscila.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Médica-veterinária atua na linha de frente da pandemia e revela como foi a experiência

Médico-veterinário explica como os tutores de gatos devem lidar com a gripe felina

Animais ameaçados de extinção perdem espaço para o gado e soja, no Cerrado e na Amazônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gestão CRMV-BA

CRMV-BA divulga as principais realizações realizadas pela equipe da gestão 2019-2022

responsável técnico

Responsabilidade Técnica é tema de ciclo de palestras promovido pelo CRMV-SP