in

Médica-veterinária conta história de luta e superação contra o câncer de mama

Para Maria Amélia Tourinho Ribeiro Casu, o pensamento positivo é um grande remédio

Coragem para se abrir e contar a sua jornada de superação do câncer de mama, como forma de alerta sobre a campanha “Outubro Rosa”, marcam o depoimento que a médica-veterinária Maria Amélia Tourinho Ribeiro Casu, de 64 anos, deu ao Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Ela descobriu seu nódulo aos 34 anos, fazendo o autoexame.

Na ocasião, Maria Amélia sentiu um caroço nos seios. Três dias depois, foi submetida à mastectomia parcial e, até hoje, por opção, não fez a cirurgia corretiva. Ao enfrentar a doença, teve momentos de incerteza e medo da morte, mas não perdeu a fé e a coragem, nem parou de trabalhar, apenas nos períodos das seções de quimioterapia – ao todo, 30. “A sensação da pós-quimio não é nada agradável. Nessas horas, batia uma revolta, mas demorava pouco”, conta.

Apesar da família e dos médicos tentarem dissuadi-la da ideia de ter um filho, ela não abriu mão de ser mãe. Aguardou os cinco anos necessários para ser considerada curada do câncer e logo engravidou. “Quando Lucas nasceu, me senti a pessoa mais abençoada nesse mundo. Hoje, ele está com 24 anos e é um filho maravilhoso”, descreve.

Receber o diagnóstico de um câncer de mama não é fácil, no entanto, ouvir e ler relatos de pessoas que enfrentaram a doença e se curaram ajuda novas pacientes a manterem as esperanças. Para a médica-veterinária, o pensamento positivo é um grande remédio.

“Manter a força e a coragem dentro de si e não deixar a mente vaguear sem rumo, para não ficar presa em angústias. É pensar no dia a dia que tudo vai dar certo e acreditar que cada etapa da doença vai ser vencida”, assinala.

Quando descoberto no início, a doença tem 95% de chance de cura (Foto: reprodução)

Outubro Rosa

Essa é uma das campanhas mais representativas da área Saúde. O movimento acontece no mundo todo e busca a conscientização para o controle do câncer de mama. Quando descoberto no início, a doença tem 95% de chance de cura. Vários estudos têm confirmado a importância da mamografia na redução da mortalidade por câncer de mama.

O CFMV apoia a campanha e compartilha esse depoimento para promover conscientização entre as mulheres, especialmente as medicas-veterinárias e zootecnistas.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Grupo cria primeira associação em prol da saúde mental de médicos-veterinários

CRMV-SP apoia criação do Conselho Médico-veterinário Empreendedor de Marília (SP)

Mesa-redonda: CRMV-PR realiza evento on-line e gratuito sobre ética animal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

outubro rosa pet

Vetnil lança sua Campanha Outubro Rosa Pet para conscientizar tutores

venda ilegal de animais

Marília (SP): Campanha alerta sobre exploração animal para venda ilegal de filhotes