Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

Mudanças no fornecimento dos nutrientes podem alterar a condição da pele dos pets

Por Equipe Cães&Gatos
pelo
Por Equipe Cães&Gatos

A pele é o maior órgão do organismo e, em decorrência da sua alta demanda metabólica, possui necessidades fisiológicas de diversos nutrientes. Mudanças no fornecimento dos nutrientes, mesmo que leves, podem levar a efeitos marcantes na condição da pele e da pelagem dos animais.

Fatores dietéticos podem desempenhar um papel na etiologia e terapia das doenças de pele de três formas: alterando a sensibilidade alimentar, por deficiência ou desequilíbrio de nutrientes e pela suplementação nutricional para efeito terapêutico. Dessa forma, a qualidade de pele e do pelo está diretamente relacionada ao cuidado com a alimentação e a suplementação do animal. Esse conhecimento fez com que a inclusão de nutracêuticos na dieta de cães e gatos se tornasse cada vez mais rotineira e necessária. 

Alguns nutracêuticos podem conter, além de elementos básicos para a nutrição animal como vitaminas e minerais, produtos mais específicos, que visam melhorar o funcionamento de órgãos e tecidos do organismo animal. A palmitoiletanolamida (PEA) é um composto pertencente à família das N-aciletanolaminas, que pode atuar em processos inflamatórios, agir no tratamento de algumas doenças e vem sendo testada para o combate a doenças de pele. Estudos relatam a avaliação da ação da PEA em cães com dermatite atópica moderada com diminuição no prurido e melhora das lesões cutâneas após o uso do produto. Alguns estudos já correlacionam ações in vivo e in vitro desse composto.

Os ensaios in vitro de produtos vem se tornando uma realidade, pois podem trazer respostas robustas sem o uso de animais, inclusive devido aos modelos in vitro já consolidados que mimetizam o processo inflamatório da pele. O uso de células específicas e procedimentos de cultivo celular que imitam a inflamação que ocorre na pele – por meio da utilização de lipopolissacarídeos (LPS) – é uma biotecnologia que vem sendo amplamente utilizada para avaliar a atividade anti-inflamatória de novos agentes.

O objetivo deste trabalho foi avaliar a ação in vitro de um nutracêutico (Nutricore Alivium – Pearson Saúde Animal) no cultivo de células da pele de cães (fibroblastos), mimetizando a ação do que ocorre em no processo inflamatório da pele. O nutracêutico avaliado possui em sua formulação a PEA e vitaminas do complexo B e C, que exercem um papel fundamental na saúde da pele. As vitaminas do complexo B são vitais para o crescimento e desenvolvimento normal do corpo e uma pele saudável e a vitamina C é necessária para a formação do colágeno, cicatrização de feridas, fortalecimento do sistema imunológico, funções necessárias para a manutenção da saúde da pele. Outro componente encontrado no produto é o bisglicinato de zinco, que é importante para o bom funcionamento das células, sendo parte estrutural da formação de enzimas e no processo de transcrição proteica, ou seja, elementos essenciais para a saúde do indivíduo.

Para ler o trabalho completo, acesse a edição de novembro de 2022. Clique aqui.

(Foto: C&G VF)

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

Referências bibliográficas

Cerrato S., BrazisP., della Valle M.F., Miolo A., Puigdemont A. (2010). Effects of palmitoylethanolamide on immunologically induced histamine, PGD2 and TNFa release from canine skin mast cells. Veterinary Immunology and Immunopathology, 133, 9-15.

Cooper, P. O., Haas, M. R., Noonepalle, S. kumar R., & Shook, B. A. (2021). Dermal Drivers of Injury-Induced Inflammation: Contribution of Adipocytes and Fibroblasts. International Journal of Molecular Sciences, 22(4), 1933. https://doi.org/10.3390/ijms22041933

Esposito, E., & Cuzzocrea, S. (2013). Palmitoylethanolamide is a New Possible Pharmacological Treatment for the Inflammation Associated with Trauma. Mini Reviews in Medicinal Chemistry, 13(2), 237–255. https://doi.org/10.2174/138955713804805184

Gabrielsson, L., Mattsson, S., & Fowler, C. J. (2016). Palmitoylethanolamide for the treatment of pain: pharmacokinetics, safety and efficacy. British Journal of Clinical Pharmacology, 82(4), 932–942. https://doi.org/10.1111/bcp.13020

Noli, C., della Valle, M. F., Miolo, A., Medori, C., Schievano, C., Balletti, E., Beccati, M., Bomben, L., Cerqua, A., Colombo, S., Cornegliani, L., De Lucia, M., Dedola, C., Di Mattia, D., Di Tommaso, M., Fabbrini, F., Fanton, N., Ferrara, M., Ferrucci, C., Zanna, G. (2019). Effect of dietary supplementation with ultramicronized palmitoylethanolamide in maintaining remission in cats with nonflea hypersensitivity dermatitis: a double‐blind, multicentre, randomized, placebo‐controlled study. Veterinary Dermatology, 30(5), 387. https://doi.org/10.1111/vde.12764

Rundle, C. W., Rietcheck, H. R., Maghfour, J., Dercon, S., Fernandez, J., Lio, P., Dellavalle, R. P., Fujita, M., & Yardley, H. (n.d.). Anti-inflammatory Effect of Cannabidiol and Palmitoylethanolamide Containing Topical Formulation on Skin in a 12- O -Tetradecanoylphorbol-13-Acetate-Induced Dermatitis Model in Mice. Dermatitis : Contact, Atopic, Occupational, Drug, 33(4), 277–281. https://doi.org/10.1097/DER.0000000000000722

Spinas, E., Saggini, A., Kritas, S. K., Cerulli, G., Caraffa, A., Antinolfi, P., Pantalone, A., Frydas, A., Tei, M., Speziali, A., Saggini, R., Pandolfi, F., & Conti, P. (2015). Crosstalk between vitamin b and immunity. Journal of Biological Regulators and Homeostatic Agents, 29(2), 283–288. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26122215

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!