Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

O clima impacta a saúde dermatológica dos pets?

Com a mudança do clima durante o inverno, algumas doenças aparecem e precisam da atenção dos tutores com a saúde dos pets
Por Equipe Cães&Gatos
cães e o frio
Por Equipe Cães&Gatos

Durante o inverno, os cuidados com pets vão além de mantê-los aquecidos. Você sabia que as baixas temperaturas podem afetar a saúde dermatológica dos animais? As condições climáticas influenciam diretamente a condição da pele e do pelo dos animais, exigindo cuidados especiais dos tutores para manter o bem-estar dos seus companheiros.

- PUBLICIDADE -

“O ar frio e seco, típico da estação, é um dos principais fatores que contribuem para o ressecamento da pele dos pets. A falta de umidade no ambiente causa a perda de hidratação natural da pele, levando ao aparecimento de descamação e coceira. A pele seca pode se tornar um problema significativo, causando desconforto e irritação nos animais. Em casos mais graves, o ressecamento pode evoluir para dermatites, caracterizadas por inflamação e lesões na pele”, conta Mariana Raposo, médica veterinária gerente da linha de produtos dermatológicos da Avert Saúde Animal.

É importante estar atento a qualquer sinal de problema dermatológico e procurar a orientação do médico-veterinário ao menor sinal de alteração na pele do pet (Foto: Reprodução)

Além disso, o contato constante com superfícies frias e ásperas, como do asfalto durante os passeios, pode causar fissuras nas patas dos pets. Essas rachaduras são não apenas dolorosas, mas serve de porta de entrada para infecções. A exposição prolongada ao frio intenso pode ainda reduzir a defesa imunológica dos animais, tornando-os mais vulneráveis a infecções dermatológicas causadas por bactérias e fungos.

Para prevenir esses problemas, é essencial adotar uma série de cuidados específicos durante o inverno. A hidratação adequada é uma das medidas mais importantes. “Quando realizamos a hidratação dos pelos nós estamos nutrindo os fios e atuando de forma protetora na hidratação da pele do pet. O pelo bem nutrido não quebra, não embola com facilidade e dificulta que sujeira se deposite na pele do animal. Esses produtos devem ser aplicados regularmente, especialmente após os banhos, que devem ser menos frequentes durante o inverno para evitar a remoção excessiva dos óleos naturais da pele”, detalha. Uso de suplementos a base de Cristina, pantotenato de cálcio e vitaminas do complexo B também ajudam no fortalecimento dos pelos.

Outro cuidado importante é a proteção das patas dos animais. Antes dos passeios, é recomendável aplicar cremes pprotetores ou sprays hidratantes nas almofadas das patas. Esses hidratantes evitam o ressecamento e as fissuras. Além disso, após os passeios, é importante limpar e secar bem as patas para remover qualquer resíduo ou sujidade que possa gerar irritação.

Manter os pets em ambientes aquecidos e confortáveis dentro de casa também é crucial. “Prover um espaço acolhedor, longe de correntes de ar frio e com cobertores e camas quentes, ajuda a proteger os animais do estresse térmico. Para raças de pelo curto ou animais mais sensíveis ao frio, o uso de roupas adequadas pode ser uma boa solução para manter o corpo aquecido”, afirma Marina

A alimentação também desempenha um papel fundamental na saúde da pele durante o inverno. Uma dieta equilibrada e rica em ácidos graxos essenciais, como ômega-3 contribui para a saúde da pele e do pelo, ajudando a manter a hidratação natural e a integridade da barreira cutânea.

Com os cuidados adequados, é possível minimizar os impactos negativos do clima frio e garantir que os animais desfrutem dessa estação com conforto e bem-estar (Foto: Reprodução)

Além dessas medidas, é importante estar atento a qualquer sinal de problema dermatológico e procurar a orientação do médico-veterinário ao menor sinal de alteração na pele do pet. Consultas regulares são essenciais para o diagnóstico precoce e tratamento adequado de qualquer condição que possa surgir, garantindo que os pets passem pelo inverno de maneira saudável e confortável.

É possível encontrar no mercado produtos como shampoos, soluções sem enxague, como sprays específicos para proporcionar pele e pelos hidratados para os pets, fáceis de adaptar ao dia a dia e que podem fazer parte do momento de carinho e conexão entre pet e tutor.

“É importante que estes produtos tenham componentes responsáveis por nutrir o microbioma cutâneo, como é o caso do extrato de aveia coloidal, que tem uma ação 4 em 1 na pele dos pets. Ela hidrata e acalma a pele irritada, estimula o crescimento das bactérias benéficas para a pele, e tem uma ação imunomoduladora”, afirma a profissional

Cuidar da saúde dermatológica dos pets durante o inverno requer atenção especial e uma abordagem preventiva. Com os cuidados adequados, é possível minimizar os impactos negativos do clima frio e garantir que os animais desfrutem dessa estação com conforto e bem-estar.

Fonte: Avert Saúde Animal, adaptado pela Equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:
Pet com “tremedeira”: pode ser frio ou até mesmo intoxicação
Veterinária mostra como redobrar os cuidados com o pet em dias de frio
Clima frio e seco aumenta incidência de alterações na saúde de cães e gatos

Compartilhe este artigo agora no