Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

Outono aumenta incidência de problemas oftalmológicos em cães

As doenças mais recorrentes no período são a conjuntivite, a ceratoconjuntivite seca, as úlceras corneanas e a irritação ocular
Por Equipe Cães&Gatos
foto-olhos
Por Equipe Cães&Gatos

Com a chegada do Outono e a transição para o Inverno, é fundamental que os tutores de cães estejam vigilantes quanto aos cuidados oftalmológicos de seus animais de estimação. De acordo com informações fornecidas pela SpecialDog, durante essa estação há um aumento significativo de 30% nas consultas veterinárias, sendo os problemas oculares um dos principais fatores contribuintes.

Tutor deve utilizar solução oftálmica específica para cães para limpar delicadamente ao redor dos olhos (Foto: reprodução)

“No inverno, os problemas oculares em cães aumentam devido à exposição a condições climáticas adversas, como vento gelado e baixa umidade, que causam irritação nos olhos. Além disso, o tempo passado dentro de casa pode aumentar a exposição a poeira e alérgenos, enquanto a falta de luz solar pode afetar a produção de nutrientes essenciais para a saúde ocular”, explica a médica-veterinária Ana Íris Batista.

As doenças mais recorrentes no período são a conjuntivite, a ceratoconjuntivite seca, as úlceras corneanas e a irritação ocular causada pela exposição ao vento frio e seco. “São problemas desencadeados por uma série de fatores sazonais, incluindo mudanças nas condições climáticas, aumento da poluição do ar e até mesmo a exposição a agentes alergênicos comuns nesta época do ano, como poeira e pólen”, explica a veterinária. 

Para garantir a saúde ocular de seus companheiros de quatro patas durante os meses mais frios, Ana Íris orienta que os tutores podem adotar algumas medidas preventivas simples:

  • Limpeza regular dos olhos: Utilize uma solução oftálmica específica para cães para limpar delicadamente ao redor dos olhos, removendo qualquer sujeira, poeira ou secreções que possam se acumular.
  • Evite exposição prolongada ao vento e ao frio: Proteja seu cão durante os passeios ao ar livre, especialmente em dias ventosos ou frios, utilizando óculos ou viseira própria para cães, que ajudam a proteger os olhos da exposição direta ao vento e à poeira.
  • Mantenha a umidade adequada: Ambientes internos aquecidos durante o inverno podem ficar muito secos, o que pode causar desconforto ocular em cães. Utilize um umidificador de ar para manter a umidade dentro de casa em níveis confortáveis para o seu animal de estimação.
  • Alimentação balanceada: Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes essenciais, como ômega-3 e ômega-6, pode ajudar a promover a saúde ocular do seu cão. Consulte sempre um veterinário para orientações específicas sobre a alimentação do seu animal de estimação.
  • Visitas regulares ao veterinário: Não negligencie os exames oftalmológicos de rotina. Consultas periódicas com um veterinário podem ajudar a detectar precocemente qualquer problema ocular e iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível.

Cuidados com cachorros cegos ou de visão reduzida

Cães que perderam a visão requerem cuidados especiais durante o período para garantir seu conforto e segurança. A veterinária Ana Íris dá mais dicas de cuidados para pets nesse estado:

Ambientes internos aquecidos durante o inverno podem ficar muito secos, o que pode causar desconforto ocular em cães (Foto: reprodução)
  • Mantenha-os aquecidos: Estes pets podem ter dificuldade em encontrar locais quentes durante o inverno. Certifique-se de fornecer cobertores extras ou uma cama aquecida para garantir que eles fiquem confortáveis durante as noites frias.
  • Evite mudanças bruscas de temperatura: Mantenha o ambiente onde ele passa a maior parte do tempo em uma temperatura estável. Evite levá-los para fora em condições de frio extremo, especialmente se estiver ventando ou nevando.
  • Proteja-os do vento e da umidade: Se precisar levá-los para fora, proteja-os com roupas adequadas, como um casaco ou uma roupa específica para cães, para mantê-los aquecidos e secos.
  • Ofereça orientação: Se o doguinho estiver se movendo dentro e fora de casa, mantenha os caminhos claros e consistentes para que ele possa se locomover com mais facilidade, mesmo sem visão. Evite mover móveis ou objetos regularmente para evitar traumas por esbarrões ou choques. Outra opção é investir em dispositivos que permitem a autonomia, com a Blindog, que por meio de vibração informa ao pet um obstáculo para que ele desvie.
  • Supervisão extra: Durante o inverno, mantenha uma supervisão extra sobre o cão para garantir que ele não se machuque ao explorar o ambiente. Pisos escorregadios ou áreas geladas podem representar riscos adicionais para cães cegos.
  • Estimulação mental: A perda da visão pode ser estressante para os cães, especialmente no início. Proporcione atividades mentais e brinquedos que estimulem seus outros sentidos, como o olfato e a audição, para ajudá-los a se adaptar à nova condição.

“Ao adotar essas medidas preventivas e estar atento aos sinais de desconforto ou irritação nos olhos do seu cão, os tutores podem garantir que seus pets desfrutem de uma visão saudável e livre de problemas durante todo o ano, incluindo os meses mais frios do outono e inverno”, finaliza a veterinária.

Fonte: SpecialDog, adaptado pela equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:

Veterinária destaca a importância da vermifugação para a saúde dos pets

Comportamentalista animal mostra como ter uma boa convivência com o pet

Veterinária alerta sobre os riscos por com o calor extremo aos pets