Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição, Destaques

Pancreatite pode se apresentar de forma aguda ou crônica nos pets

Por conta da dor exibida pelo animal e os vômitos causados pelo problema, a pancreatite é considerada um quadro de emergência
Por Equipe Cães&Gatos
exame
Por Equipe Cães&Gatos

A inflamação do pâncreas e, muitas vezes, de demais órgãos recebe o nome de pancreatite. O médico-veterinário que dedica-se apenas à Gastroenterologia de cães e gatos na Clínica Ferogastro (São Paulo/SP) e é vice-presidente da Associação Brasileira de Gastroenterologia Animal (ABRAGA), Felipe Romano, explica que a doença possui potencial de envolver o estômago e os intestinos, além de rins, fígado e, até mesmo, órgãos vitais, como pulmões e cérebro, a depender do nível da inflamação.

O exame ultrassonográfico tem sensibilidade de 70% para avaliação do pâncreas e áreas adjacentes
(Foto: reprodução)

Conforme descrito pelo profissional, na apresentação aguda da doença (mais comum em cães do que em gatos) é possível observar alterações inespecíficas, como: hiporexia (pouco apetite), vômitos e dores abdominais. “A diarreia também é comum. Agora, menos frequentemente, podemos notar hemorragia, icterícia, dispneia e febre (sobretudo em casos mais graves, que sugerem inflamação sistêmica e potencial falência múltipla de órgãos)”, elucida.

Por isso, levando em conta a dor exibida pelo animal e os vômitos causados pelo problema, a pancreatite é considerada um quadro de emergência, segundo Romano. “O pronto socorro hospitalar é indicado por ser superior ao tratamento oral ou mesmo ambulatorial. Contudo, com o perfil de tutor cada vez mais zeloso e com o diagnóstico precoce dado pelos veterinários, a pancreatite não tem sido sempre uma emergência. Mas a dor e a desidratação devem ser prontamente corrigidas, já que há risco de abdome agudo e choque”, salienta.

Confira as considerações do veterinário sobre diagnóstico e tratamento da inflamação, além dos principais cuidados com o paciente, na reportagem em nossa revista on-line.

Fonte: Redação Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Grupo Psiconvet comenta problemas de saúde mental enfrentados por veterinários e tutores de pets

Cão-guia: você conhece todos os processos de treinamento destes animais?

Profissional explica como lidar com a coprofagia canina 

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!