in

PARA ABINPET, PAIS DEVEM AVALIAR PRÓS E CONTRAS ANTES DE PRESENTEAR AS CRIANÇAS COM UM PET

É necessário que os responsáveis tomem a decisão de adoção após algumas ponderações

É necessário que os responsáveis tomem a decisão de adoção após algumas ponderações 

A presença de um mascote, seja um peixe, um passarinho, pequenos roedores, cães ou gatos muda a rotina de uma casa e também do ambiente, mas é uma mudança benéfica. Estudos comprovam que a convivência com animais de estimação desde cedo traz benefícios tanto para a saúde física quanto emocional, ao estimular a criança a desenvolver noções de responsabilidade, tornando-as mais afetuosas, altruístas, sensíveis e sociáveis, comportamentos que permanecem na vida adulta. A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet, São Paulo/SP) consultou especialistas para ajudar as famílias a entenderem o momento certo de adquirir um pet.

A psicóloga, mestre em psicologia da Saúde e doutora em psicologia Clínica, Déria Oliveira, explica que o contato com animais ajuda no processo de desenvolvimento da criança. “Os pequenos ampliam suas habilidade sociais, apresentam um melhor desenvolvimento motor, aprendem valores como cuidar e amar incondicionalmente, além de ter ganhos na autoestima”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOVA IGUAÇU (RJ) RECEBE ENCONTRO ENTRE MÉDICOS-VETERINÁRIOS REALIZADO PELA TOTAL ALIMENTOS

CFMV REITERA AO MAPA PEDIDO DE INFORMAÇÕES SOBRE MEDICAMENTO PARA LEISHMANIOSE EM CÃES