in

Parceria: Royal Canin e Pet Care oferecem check-up gratuito para quem adotar um gato

Ação faz parte da campanha Meu Gato No Vet e é válida para quatro ONGs

A Royal Canin traz a terceira edição da campanha Meu Gato no Vet, com o objetivo de conscientizar os tutores sobre a importância da saúde preventiva dos felinos. Antenada às tendências digitais, a campanha intitulada “Quem Cuida da Saúde do Meu Gato” promove conversas em um ambiente 100% on-line, gerando experiências e conteúdos para os tutores de gatos e Médicos-Veterinários. É o terceiro ano consecutivo que a Royal Canin ️investe em uma iniciativa global voltada para felinos no Brasil.

Um levantamento da Royal Canin feito durante a pandemia revelou que houve um aumento de 30% de gatos nos lares brasileiros – 16% são tutores de primeira viagem. A previsão é que em menos de 10 anos os gatos sejam os pets predominantes por aqui. A marca sabe que os felinos, geralmente, não demonstram sintomas perceptíveis para o tutor nas fases iniciais das doenças e esse fator está associado ao escasso conhecimento das particularidades da espécie e os mitos que a cercam, fazendo com que muitos tutores pensem que seus gatos não precisam de cuidados específicos com a saúde, acarretando uma frequência baixa ou tardia de visitas ao médico-veterinário.

“Tudo o que fazemos é motivado pelo nosso desejo de oferecer saúde e bem-estar aos pets. Por isso, estamos muito felizes em trazer a terceira edição da iniciativa global Meu Gato no Vet para propagar mensagens sobre a necessidade de realizar check-ups regulares nos felinos e trazer cada vez mais informação e conhecimento para nosso público”, conta o diretor de Marketing da Royal Canin Brasil, Carlos Martella.

Um levantamento da Royal Canin feito durante a pandemia revelou que houve um aumento de 30% de gatos nos lares brasileiros – 16% são tutores de primeira viagem (Foto: reprodução)

Alinhada ao conceito de “prevenção” da campanha, neste ano a empresa faz uma parceria inédita com a rede de hospitais Pet Care e TECSA Laboratórios. Todos os tutores de gatos adotados pelas ONGs Adote um Gatinho, Gatópolis e SOS Pet Alpha, localizadas na cidade de São Paulo/SP, e Garra Animal, localizada no Rio de Janeiro/RJ, no período da campanha terão a oportunidade de realizar um check-up no novo bichano, disponibilizado pela Royal Canin. Esse check-up deverá ser agendado em uma unidade Pet Care ou Dr. Hato em São Paulo e no Hospital Animália no Rio de Janeiro, em até 10 dias pós-adoção. A Pet Care também oferecerá a possibilidade de aquisição do plano Ezvet com 10% de desconto para manter os exames preventivos em dia.

Além disso, a Royal Canin também se uniu ao TECSA Laboratórios para disponibilizar exames de diagnóstico de Esporotricose, reforçando assim o empenho no cuidado preventivo com os animais. Nesta ação, participam também cinco ONGs de São Paulo e Rio de Janeiro. Serão disponibilizados 300 vouchers para triagem e 150 para titulação – que poderão ser utilizados assim que for identificada a suspeita desta patologia ou como um acompanhamento do tratamento.

Ainda em parceria com o TECSA, serão oferecidos descontos exclusivos em kits de Testes Rápidos e alguns exames para ONGs de proteção animal parceiras da Royal Canin de todo o Brasil. As instituições poderão comprar os Testes Rápidos de Parvovirose/Corona, Giárdia, FIV/FELV e Dirofilária e terão os exames de PCR confirmatórios com um desconto especial. Em países como Estados Unidos e Rússia este cenário já é a realidade.

Com muitos novos tutores de felinos, a empresa voltou seu olhar para desenvolver conteúdos educacionais e gratuitos que fortalecem a necessidade do cuidado animal e a saúde preventiva. “À medida que o número de bichanos aumenta nos lares brasileiros, nossa necessidade de dialogar com gateiros cresce, já que nossa missão é promover Saúde Através da Nutrição aos pets, assim como compartilhar conhecimento”, completa Martella.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Um olho no gato, outro no sachê: entenda os benefícios da dieta úmida

Plenária aprova resolução sobre diretrizes da Lei de Proteção de Dados no Sistema CFMV/CMRVs

Além de moradores de rua, seus animais também recebem abrigos durante o inverno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veterinários de Minas Gerais devem notificar Polícia Civil sobre casos de maus-tratos

CFMV fará ações contra zoonoses em aldeias indígenas

CFMV e Ministério da Saúde planejam ações de controle de zoonoses em aldeias indígenas