in

PETLOVE E VETSMART CRIAM PROJETO PARA AJUDAR CLÍNICAS E PETSHOPS DE BAIRRO

Meta é que 3 mil estabelecimentos estejam vinculados à plataforma inicialmente

Meta é que 3 mil estabelecimentos estejam vinculados à plataforma inicialmente

Ajuda sempre é bem-vinda. Para isso, união pode ser a palavra-chave para tentar evitar os danos que a pandemia e o isolamento social podem causar na população e na economia como um todo. Pensando nisso, a Petlove e o Vet Smart anunciam o lançamento de projeto que permite a médicos-veterinários e petshops pequenos de todo o Brasil vender seus produtos por meio da Petlove. 

Os parceiros poderão, de forma automática e rápida, criar um site de venda integrado com a plataforma da marca e terão a oportunidade de divulgar um site próprio (com nome e logo do estabelecimento deles) para seus clientes, realizando as vendas normalmente. Toda a logística de entrega dos produtos fica sob responsabilidade da Petlove. 

A empresa está trabalhando na criação do projeto há meses, mas antecipou seu lançamento para agora, quando muitos Estados e municípios tiveram decretos e recomendações sobre isolamento social. “O espírito colaborativo com negócios locais faz parte do nosso DNA e esse projeto é a materialização disso. Por conta do cenário no qual o País está inserido atualmente, decidimos antecipar esse lançamento como forma de fomentar a receita dos estabelecimentos que serão mais atingidos e o projeto já está disponível”, afirma o veterinário e fundador da Petlove, Marcio Waldman. 

Em sua primeira fase, a divulgação da iniciativa está sendo feita pelo Vet Smart, empresa do grupo Petlove. “Estamos contatando os veterinários cadastrados em nossa base e convidando-os a criarem sua loja virtual vinculada à Petlove. O processo de criação é simples e intuitivo e nossa equipe está disponível para oferecer suporte”, explica o CEO do Vet Smart, Felipe Cunha. Nos próximos dias, a divulgação será ampliada por meio dos canais de comunicação da Petlove. A partir daí, os clientes da marca poderão indicar os negócios de bairro que costumam frequentar para que a empresa entre em contato e apresente o projeto. A expectativa das empresas é que pelo menos 3 mil estabelecimentos em todo o País estejam vinculados à plataforma nas próximas semanas. 

O projeto não possui prazo de funcionamento e continuará ativo após o fim do isolamento social como forma de alavancar a venda de estabelecimentos menores. “Vender produtos em pequenas lojas ou clínicas, na maioria das vezes, não traz lucro para esses empreendedores locais. Isso porque, em razão do baixo volume de vendas (quando comparado ao de grandes lojas), não é possível comprar os produtos dos fornecedores com boa negociação de preço. Além disso, manter o estoque físico é bastante trabalhoso e requer muito espaço. Por isso, vender por meio da Petlove será uma boa solução para esses players”, pontua o CEO da Petlove.              

As empresas estudam, ainda, formas de ajudar os estabelecimentos locais a venderem o atual estoque parado de produtos, já que muitos tiveram que fechar suas portas. Em breve anunciarão formas de apoiar esses negócios nesse sentido. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REPRODUÇÃO

PERÍODO DE QUARENTENA PODE GERAR ANSIEDADE E DEPRESSÃO EM PETS

REPRODUÇÃO

CFMV: NÃO DEVEM SER VENDIDOS TESTES PARA COVID-19 E MÁSCARAS PARA PETS