in

PROFISSIONAIS MOSTRAM COMO AJUSTAR TRATAMENTOS AO BOLSO DO TUTOR

Fator principal é o diálogo entre as partes para adequar o atendimento

Fator principal é o diálogo entre as partes para adequar o atendimento

Infelizmente, nem todos os tutores têm condições de arcar com as despesas médicas-veterinárias, que podem ser tão salgadas quanto as lágrimas que escorrem de seus olhos ao conviver com o sofrimento do animal. Nestes momentos, como o médico-veterinário deve conduzir o atendimento?

A médica-veterinária que atua na área de dermatologia, Cristina Sartorato, acredita que a importância maior em relação aos custos de um tratamento dermatológico esteja relacionada à grande frequência de casos crônicos de doenças incuráveis, tais como a Dermatite Atópica ou doenças imunomediadas, como o Pênfigo e o Lúpus. “Nestes casos, além da medicação sistêmica, o tutor precisa contabilizar os gastos com exames de rotina para acompanhamento da doença e tratamento”, pondera. O controle da doença, bem como o ajuste e acompanhamento da terapia, como menciona Cristina, é fundamental para que seja possível garantir o sucesso de qualquer tratamento, principalmente nos processos crônicos.

zoom-cgdezembro-divulgacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JUNTAS GOVERNAMENTAIS PARA LIDERAR CONSELHOS É REVOGADA

ROYAL CANIN TRAZ DICAS SOBRE ALIMENTAÇÃO ÚMIDA PARA GATOS