in

PROFISSIONAL AFIRMA QUE INOVAR É O CAMINHO PARA SE DESTACAR NA VETERINÁRIA

O principal erro é esperar resultados diferentes com as mesmas ações

A cada ano, mais estudantes ingressam no curso de Medicina Veterinária, o que resulta em mais médicos-veterinários se formando. Esse constante crescimento da profissão demonstra quão significativa ela é, mas, assim como em outras áreas, quanto mais profissionais, mais saturado o mercado se torna. É aí que entra uma palavra mágica, que pode garantir o lugar de todos: a inovação. 

No entanto, acreditar que só é inovador algo “mundialmente grandioso’ faz com que muitas pessoas simplesmente deixem de tentar. Mas, a realidade é que não é assim tão difícil, é preciso ter criatividade e força de vontade como aliados, além de um impulso para tentar fazer diferente. 

“Melhorar o dia a dia, resolvendo problemas que o incomodam, é uma forma de inovar”, é o que diz o médico-veterinário, especializado em Ortopedia, Fisioterapia e Neurocirurgia, CEO da Mundo à Parte e sócio-diretor da VH Equipamentos, Gustavo Vicente. Além das empresas, o profissional já escreveu um livro e pretende lançar outro até o fim de 2019. 

De acordo com ele, a tecnologia está mudando e trazendo coisas novas a cada dia e, com isso, consequentemente, estão mudando os costumes das pessoas. “Você se lembra como era ter um cão há 20 anos? Era comum as pessoas viajarem e deixarem as casas cheias de potes de comida espalhadas para o animal se alimentar. Atualmente, isso pode ser considerado, por muitos, maus-tratos. A Medicina Veterinária está crescendo e evoluindo de forma rápida. Esse crescimento e mudança de costumes dos tutores de animais de estimação, junto ao avanço tecnológico da profissão, só aconteceu graças a inúmeras inovações”, diz Vicente. 

Para ele, passar a ver a solução ao invés do problema é essencial. “A melhor forma de mudar é começar com os dificuldades do dia a dia. Pegue uma contrariedade corriqueira, que te incomoda e pense em como você pode prevenir que aconteça ou busque pensar o que você pode fazer para não se incomodar com a mesma situação de sempre. Como exemplo: você tem uma clínica, a recepcionista não sorri para o cliente, em vez de ficar só reclamando que ela não sorri, faz o contrário. Se dirija à recepcionista e fale ‘que legal, hoje você sorriu para o cliente’, faz o caminho oposto”, indica Vicente. 

Continue lendo a reportagem na edição de março da C&G VF. Clique aqui

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ARRANHADURA É UM COMPORTAMENTO ESSENCIAL PARA OS FELINOS

INTERESSES DE VETERINÁRIOS E ZOOTECNISTAS SÃO DEBATIDOS EM REUNIÃO