in

Profissional comenta o futuro do mercado pet e o que o setor pode esperar de 2022

O e-commerce é uma das tendências que terão destaque, na visão da gerente de Marketing da Hill’s Pet Nutrition

A previsão de faturamento do setor pet em 2022, segundo o Instituto Pet Brasil (IPB), é de R$ 46,5 bilhões. “O valor impressiona, mas não surpreende”, conforme avalia a gerente de Marketing da Hill’s Pet Nutrition, Cintia Arruda. Cada vez mais, os brasileiros optam por ter um animal de estimação em casa – não à toa, o Brasil ocupa o 3º lugar no ranking mundial como País com a maior população total de animais de estimação, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). 

De acordo com Cintia, existe, ainda, uma tendência em tratar os pets como parte da família. “Por isso, é natural que os gastos com os animais aumentem consideravelmente. Daí, a previsão de bilhões de faturamento nesse mercado. O crescimento do setor vem acompanhado de oportunidades e de muitas tendências para 2022 como, por exemplo, a expansão do e-commerce”, explica. 

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABcomm) indica que o mercado pet movimentou cerca de R$ 2 bilhões, em 2020, foi o 11º maior ticket médio em vendas on-line. Compras pela internet não era uma modalidade muito comum nesse mercado, porém, a pandemia acelerou (e muito) a adoção do e-commerce entre as empresas pet – que deve se manter e expandir no próximo ano. Esse, certamente, foi um caminho sem volta.

“Além disso, cada vez mais, os tutores buscam a tecnologia para melhorar a rotina com seus pets. Muitos já optam pelo uso de câmeras de monitoramento nas residências para vigiar, e muitas vezes, até mesmo conversas com os pets quando estiverem fora de casa. A busca por esse tipo de tecnologia deve aumentar em 2022, já que muitas empresas começaram a operar no esquema híbrido de trabalho, ou seja, mesclando o home office com idas periódicas aos escritórios”, observa a executiva.

Alimentadores automáticos, controlados por aplicativo, também devem vir como forte tendência para 2022 no mercado pet. “Muitos tutores querem automatizar e facilitar o dia a dia e nada melhor do que a tecnologia para apoiar neste desafio”, indica.

A pandemia acelerou (e muito) a adoção do e-commerce entre as empresas pet (Foto: reprodução)

Cuidados com a alimentação do pet

Os estímulos que um animal recebe em um ambiente fechado, como uma casa ou apartamento, não são os mesmos de quando estão expostos à natureza. Por isso, Cíntia afirma que é preciso dar atenção a este ponto e enriquecer o ambiente em que o pet está inserido. As dicas que a profissional dá são: brinquedos que estimulam os pets a gastar energia, correr e brincar são uma forte tendência também, tudo para tornar o entorno mais dinâmico e menos estressante para os animais. 

“A alimentação sempre foi um dos principais pontos focais para os tutores de cães e gatos. Esse cuidado deve se manter e, ainda, aumentar no próximo ano. Isso porque existe a preocupação em oferecer uma nutrição ótima, tanto para melhorar, como para prolongar a vida dos pets”, comenta.

Crescimento de serviços pet

Já acompanhamos o crescimento da oferta de serviços focados em pets, como é o caso do convênio médico. “Em 2022, possivelmente surgirão cada vez mais opções de convênios e a expansão de outros serviços como terapias alternativas – acupuntura e hidroginástica para os animais. Estes são nichos bastante promissores. Bem como os serviços digitais; a pandemia acelerou a digitalização de todos os tipos de serviços e isso não seria diferente no mercado pet”, destaca.

Segundo a profissional, a contratação de serviços por aplicativos deve aumentar: assinatura de entrega de produtos mensalmente, contratação de passeadores para os cães ou, até mesmo, contratação de hospedagem temporária. “Todos esses serviços digitais devem se expandir e surpreender com o surgimento de novas opções”, encerra.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

A partir de 2022: FMVZ-Unesp terá Curso de Especialização em Ciência dos Alimentos

CRMV-SP passa a realizar evento único para premiação de veterinários e zootecnistas

Câncer de pele em pets: como prevenir, tratar e saber a hora certa para a eutanásia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ciência dos alimentos

A partir de 2022: FMVZ-Unesp terá Curso de Especialização em Ciência dos Alimentos

Processo seletivo Sorocaba

Zoológico Municipal de Sorocaba (SP) abre inscrições para processo seletivo