Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Profissional dá dicas sobre como manter os animais de estimação longe de plantas tóxicas

Por Equipe Cães&Gatos
plantas
Por Equipe Cães&Gatos

Os animais de estimação adoram explorar e brincar ao ar livre nos dias mais quentes e é importante estar ciente das plantas mais comuns que podem ser tóxicas para cães e gatos. Embora muitas espécies sejam perigosas para ambos, os cães são mais propensos a morder e ingerir pedaços das folhagens, flores, árvores e arbustos devido ao seu forte instinto exploratório, especialmente enquanto filhotes. 

- PUBLICIDADE -

Se seu animal de estimação comeu algo que não deveria, alguns dos sintomas mais comuns de intoxicação são: vômito, diarreia, convulsões, dificuldades respiratórias, salivação excessiva, falta de apetite e cansaço. “Se você suspeita que seu pet ingeriu alguma planta ou alimento tóxico, entre imediatamente em contato com o veterinário de sua confiança”, ressalta a veterinária e gerente Técnica da Boehringer Ingelheim, Karin Botteon. “Lembre-se de informar o médico sobre o tipo de planta ingerida, o horário aproximado e a quantidade. Quanto antes for a intervenção, maior a chance de recuperação bem-sucedida”, adiciona. 

Tutor deve prestar atenção à localização dos vasos dessas plantas dentro de casa, lembrando-se de deixá-las fora do alcance dos animais (Foto: reprodução)

Principais plantas tóxicas para pets

Entre as plantas de jardim mais comuns em casas e apartamentos, algumas podem ser tóxicas para cães e gatos e trazer danos à saúde de nossos pets. Entre as flores, os narcisos, tulipas, jacintos, hortênsias e gerânios (entre outras) podem ser venenosas para eles. Os crisântemos, além de serem tóxicos se ingeridos, podem causar irritação na pele dos gatos que se esfregarem. Os felinos também podem ser gravemente intoxicados pelos lírios, que causam insuficiência renal – principalmente se o seu gato lamber pólen de lírio do pelo durante a limpeza. 

A samambaia é uma das plantas mais comuns em apartamento que pode ser venenosa para os pets, causando vômito e diarreia, além de causar alterações hematológicas (ou seja, no sangue) em cães. Outras folhagens também podem ser tóxicas para os pets, como a costela-de-adão, a espada de São Jorge e o filodendro, que estão presentes em vários lares. “Preste atenção à localização dos vasos dessas plantas dentro de casa, lembrando-se de deixá-las fora do alcance dos animais”, alerta a veterinária. 

Quem tem horta em casa também não pode se esquecer de conferir quais espécies podem ser prejudiciais aos bichinhos. As folhas, caules e frutos verdes dos tomates são tóxicos para os animais de estimação, por exemplo. As folhas das plantas de batata podem ser perigosas para cães e gatos, e batatas verdes ou brotando podem causar desconfortos nos pets, se ingeridas. Além disso, orégano, menta, capim-limão e lavanda são temperos comuns em hortas que podem causar problemas gastrointestinais se consumidos pelos pets. 

“Caso esteja em dúvida sobre se alguma planta é segura, não hesite em perguntar para um veterinário de confiança. Deixe os vasos em lugares cercados ou altos, em que os animais não tenham acesso, e monitore. Nestes casos, é sempre melhor prevenir do que remediar”, sugere a profissional.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Tutor deve estar atento a comportamentos dos pets que podem indicar ansiedade de separação

CFMV e Ekôa Vet lançam campanha sobre saúde mental para médicos-veterinários

Profissional explica como e por que é importante cortar as unhas dos pets

Compartilhe este artigo agora no