in

Proteína de insetos é uma opção viável em alimentos para cães e gatos?

Os principais insetos que compõem a produção em larga escala seriam tenébrios, grilos e lagarta amarela

O esgotamento de recursos decorrente do crescimento populacional e modo de consumo tem se tornado uma preocupação crescente, sendo essencial a proposição de soluções inovadoras e multifacetadas que envolvam diversos setores: pesquisadores, autoridades governamentais, indústrias de alimentos feed e food aliados ao consumidor final para enfrentar este problema de escassez.

Em 2017, a Food and Agriculture Organization (FAO) publicou um compilado intitulado “O futuro da alimentação e agricultura: tendências e desafios”., citando como objetivo a diminuição do uso de terras para criações, redução da pressão sob demanda na agricultura, bio-conversões mais eficientes adicionadas à valorização de resíduos alimentares e aplicabilidade de economia circular com produtos sustentáveis são conceitos-chave para produção de insetos focada na alimentação animal, e mais recente na indústria pet food.

Os principais insetos que compõe a produção em larga escala seriam tenébrios, grilos, lagarta amarela, larva da mosca soldada negra (Hermetia illucens – BSF), entre outras larvas. A produção destes insetos comestíveis tem alta eficiência no uso da terra quando em comparação com fontes de proteína tradicionais, reduzindo em duas a dez vezes a necessidade de terras agrícolas para produzir 1kg de proteína comestível de inseto, enquanto a emissão de gases de efeito estufa diminui em ordem de 10 a 100 vezes quando comparado a granjas comuns.

Leia, gratuitamente, o artigo completo na edição deste mês da C&G VF. Clique aqui.

(Foto: C&G VF)

Abaixo as referências bibliográficas utilizadas pelos autores.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • Alexander, P., Brown, C., Arneth, A., Dias, C., Finnigan, J., Moran, D. & Rounsevell, M.D.A. 2017. Could consumption of insects, cultured meat or imitation meat reduce global agricultural land use? Global Food Security 15, pp. 22–32.
  • Beynen, A.C., 2018. Insect-based petfood. Creature Companion: 40-41.
  • Bosch, G., Vervoort, J.J.M. and Hendriks, W.H., 2016. In vitro digestibility and fermentability of selected insects for dog foods. Animal Feed Science and Technology 221: 174-184
  • FAO. 2021. Looking at edible insects from a food safety perspective. Challenges and opportunities for the sector. Rome. https://doi.org/10.4060/cb4094en
  • EDIAF, 2019b. Nutritional guidelines for complete and complementary
  • pet food for cats and dogs. European Pet Food Industry Federation,
  • Brussels, Belgium.
  • FEDIAF, 2020. Nutritional guidelines for complete and complementary pet food for cats and dogs. European Pet Food Industry Federation, Brussels, Belgium.
  • Kilburn, L.R., Carlson, A.T., Lewis, E. and Rossoni Serao, M.C., 2020. Cricket (Gryllodes sigillatus) meal fed to healthy adult dogs does not affect general health and minimally impacts apparent total tract digestibility. Journal of Animal Science 98: 1-8
  • Lei,  X.  J., T.  H.  Kim, J.  H.  Park, and I.  H.  Kim. 2019. Evaluation of supplementation of defatted black soldier fly (Hermetia illucens) larvae meal in beagle dogs. Ann. Anim. Sci. 19:767–777. doi:10.2478/aoas-2019-0021
  • Paβlack, N. and Zentek, J., 2018. Akzeptanz, Verträglichkeit und scheinbare Nährstoffverdaulichkeit von Alleinfuttermitteln auf Basis von Hermetia-illucens-Larvenmehl bei Katzen. Tierärztliche Praxis Kleintiere 46: 213-221
  • Tarra A Freel, Alejandra McComb, Elizabeth A Koutsos, Digestibility and safety of dry black soldier fly larvae meal and black soldier fly larvae oil in dogs, Journal of Animal Science, Volume 99, Issue 3, March 2021, skab047, https://doi.org/10.1093/jas/skab047
  • Yamka, R.M., Koutsos, E.A. and McComb, A., 2019. Evaluation of black soldier fly larvae as a protein and fat source in pet foods. Petfood Forum, Kansas City, MI, USA, pp. 8-9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

matérias-primas pet food

Matérias-primas utilizadas no setor pet registram aumento no 1º trimestre

microchip em pets

Microchip em cães e gatos de estimação: qual o impacto na Saúde Pública?