Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Destaques, Clínica e Nutrição

Quais as funções atribuídas a um zootecnista?

Profissional homenageado neste 13 de maio é peça essencial na nutrição de animais de companhia
Por Cláudia Guimarães
Quais as funções atribuídas a um zootecnista?
Por Cláudia Guimarães

Cláudia Guimarães, da redação

- PUBLICIDADE -

claudia@ciasullieditores.com.br

Quando o assunto é nutrição de cães e gatos, muitos tutores ainda desconhecem que, além do médico-veterinário que atua nesta área, existe outro profissional, tão importante quanto, e que pode ajudá-los a alimentar e a nutrir os pets da melhor maneira possível. Estou falando do zootecnista, profissional homenageado neste 13 de maio, Dia do Zootecnista.

Uma dessas profissionais é a nossa entrevistada de hoje: Angélica Kischener. Ela é zootecnista, atua com nutrição de cães e gatos no desenvolvimento de alimentos comerciais e assuntos regulatórios. Além disso, também é professora da Faculdade Qualittas, no curso de pós-graduação em nutrição de cães e gatos, e ministra cursos e palestras sobre formulação e alimentação para cães e gatos.

Ela conta que, além da área de nutrição, atualmente, há profissionais atuando fortemente nas áreas de comportamento e bem-estar, oferecendo cursos inclusive. “Já na nutrição de animais de companhia, temos duas vertentes onde os profissionais se dividem: o atendimento personalizado direto com o tutor e o pet e a atuação na indústria de alimentos para animais de companhia”, menciona.

Aos poucos, o reconhecimento!

E a profissional já explica que, quando se refere à indústria, existem muitas áreas onde o zootecnista se insere. “Eu por exemplo, trabalho na parte de desenvolvimento de produtos, premix e assuntos regulatórios. Outros colegas atuam na parte de processo, responsabilidade técnica, controle de qualidade e muitas outras atividades. Nem todas são atividades ligadas, diretamente, aos animais em si, mas ao setor pet de maneira geral”, elucida.

Sobre muitos tutores ainda desconhecerem as funções dos zootecnistas, Angélica afirma que é totalmente compreensível, isso porque esse acompanhamento estreito entre profissional x pet x tutor, sempre foi do veterinário. “O que posso afirmar, com muita certeza, é que, em todos estes anos de atuação, observo uma mudança e um movimento muito grande do zootecnista tomando um grande espaço na nutrição e acompanhamento personalizado de cães e gatos”, comenta.

Quais as funções atribuídas a um zootecnista?
Somente um profissional capacitado e com a nutrição de cães e gatos muito bem fundamentada é capaz de definir e traçar uma conduta com maestria
(Foto: reprodução)

Segundo ela, muitos de seus colegas zootecnistas passaram a atender às demandas nutricionais em clínicas de colegas veterinários, de forma autônoma, e até em hospitais. “Essa presença do zootecnista em lugares em que, antes, não era visto, tem mudado a realidade e muitos tutores têm buscado atendimento nutricional para seus pets com esse profissional e entendendo que, assim como os veterinários, o zootecnista também é capaz de fazer esse trabalho com maestria e excelência”, comemora.

E, indo mais além, Angélica declara que é o melhor dos mundos quando ocorre um atendimento multidisciplinar, onde um pet é acompanhado por um médico-veterinário e por um zootecnista. “É sempre muito positivo para o animal que está sendo atendido quando expertises são compartilhadas. O zootecnista com a nutrição, o veterinário na área clínica ou especialista (endocrinologista, cardiologista, por exemplo). Traçar uma conduta em parceria tende a ter resultados fantásticos para a recuperação dos animais”, garante.

Zootecnistas em clínicas, hospitais e indústria

Angélica delata que a maioria dos hospitais não tem profissionais especializados em nutrição e, muitas vezes, determinar a necessidade energética de um animal hospitalizado, seja qual for o problema, não é uma tarefa fácil. “Somente um profissional capacitado e com a nutrição de cães e gatos muito bem fundamentada é capaz de definir e traçar uma conduta com maestria e é aí que o zootecnista entra. E muita gente pode pensar, ‘mas eu nunca vi um zootecnista atuando em hospital’, mas eles estão lá, fazendo trabalhos incríveis e ajudando animais em internamento a se recuperarem”, argumenta.

Segundo ela, o mesmo acontece nas clínicas: “E, hoje, eu diria que é até fácil e comum encontrar um zootecnista atendendo no setor de nutrição pet de clínicas veterinárias”, complementa. 

Para além das clínicas e hospitais, Angélica chama atenção para a atuação desses profissionais na indústria. “O zootecnista é um dos profissionais mais bem preparados para estar dentro da indústria pet food, pois possui as bases da nutrição de cães e gatos muito bem fundamentadas, amplo conhecimento de ingredientes, seus benefícios e limitações, conhecimento sobre processamento de alimentos, cálculos e fisiologia digestiva das espécies. Tudo o que é necessário para o desenvolvimento de um bom produto, do começo ao fim da cadeia”, defende.

Assim, podemos concluir que o zootecnista é um profissional multifacetado, com várias habilidades em diversas áreas do conhecimento. Como reforçado por Angélica, esse profissional pode atuar em pesquisa, genética, reprodução, nutrição e alimentação animal, pastagem, tecnologia de produtos de origem animal, entre muitas outras. 

A profissional observa que, a cada ano que passa, os zootecnistas que atuam no mercado pet, com destaque para os que fazem consultorias nutricionais e acompanhamento direto para os tutores e seus pets, vêm tendo seu trabalho cada vez mais valorizado e visível. “Hoje, as pessoas têm interesse em conhecer a profissão e o profissional que está por trás dela. A Zootecnia é uma profissão linda, valorosa e cheia de oportunidades. Tenho um imenso orgulho em dizer que sou zootecnista e que tudo que alcancei na minha atuação, eu devo à minha formação”, conclui.

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!