in

REFERÊNCIA EM OBESIDADE ANIMAL PARTICIPA DE EVENTO NO BRASIL

Fórum Internacional Royal Canin também contou com profissionais brasileiros

Fórum Internacional Royal Canin também contou com profissionais brasileiros

Neste fim de semana, o Brasil recebeu uma das maiores autoridades em obesidade de gatos e cães do mundo, o britânico Alex German. Trazendo resultados de recentes pesquisas na área, desde a última vez que esteve no País, o especialista mostrou para os cerca de 200 veterinários convidados como eles podem e devem alertar os tutores sobre o impacto da obesidade na qualidade de vida dos animais. 

“O que acontece com os animais de estimação é muito parecido com o acontece conosco, seres humanos”, afirma o Dr. Alex German. Segundo ele, trabalhar a prevenção ainda é a melhor maneira de promovermos um estilo de vida saudável para gatos e cães. “Precisamos concentrar nossos esforços desde a primeira vez em que esses animais vão ao veterinário, ainda quando filhotes, para que a obesidade não se torne uma realidade no futuro”, completa. 

Durante sua palestra, ele trouxe dados de um recente estudo que relaciona a questão da obesidade com a longevidade em cães. A pesquisa, realizada com 50 mil cães domésticos, de 12 raças diferentes, comparou aqueles que estavam acima do peso com aqueles que estavam com o peso considerado ideal. E o resultado surpreendeu. Para cada raça analisada, estar acima do peso estava associado com menor tempo de vida. Em cães grandes, isso representava uma redução de 6 meses, enquanto em raças pequenas, cerca de 2 anos a menos. 

Outro ponto abordado por ele e reforçado pela presidente da Associação Brasileira de Endocrinologia Veterinária (ABEV), Dra. Viviani de Marco, foi o de que além da própria doença em si, a obesidade pode acarretar uma série de outros problemas de saúde, como por exemplo: diabetes, câncer, doenças nos ossos/articulações, problemas respiratórios e aumento da pressão sanguínea. “O que vemos na prática é que, muitas vezes, os tutores levam o cachorro ou o gato ao veterinário para tratar um problema e acabamos descobrindo que a causa pode estar relacionada com o sobrepeso do animal”, explica Dra. Viviani. 

O evento foi concluído com a palestra dos Doutores Archivaldo Reche Junior e Pedro Horta, do hospital paulistano 4Cats, o primeiro integralmente dedicado a felinos do Brasil. A população de bichanos cresce o dobro em relação a de cães no Brasil e os desafios de levar os felinos às clínicas veterinárias costumam ser comuns entre os tutores. Entre as razões, está a dificuldade de adaptação dos felinos a ambientes externos, que pode ser facilitada pela adoção de espaços e práticas cat friendly, tema da palestra dos médicos-veterinários. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MORRE UM DOS CÃES FAREJADORES QUE ATUOU EM BRUMADINHO

Hercosul apresenta novidade na Linha de Primocão e Primogato