Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Royal Canin investe em iniciativas de baixo impacto ambiental com pilar ‘Healthy Planet’

Por Equipe Cães&Gatos
sustentabilidade
Por Equipe Cães&Gatos

A preocupação com as questões ambientais, sociais e de governança corporativa é uma das metas da Royal Canin, que tem o propósito de oferecer “Saúde Através da Nutrição” para gatos e cães. Como parte do seu propósito, a companhia global assume o compromisso de zerar 100% de suas emissões de carbono em até três anos. 

sustentabilidade
A iniciativa faz parte das ações do pilar ‘Healthy Planet’, ou ‘Planeta Saudável’, da Royal Canin, e está relacionada à ação climática, gestão da água, embalagens sustentáveis e uso consciente do solo (Foto: Reprodução)

A iniciativa faz parte das ações do pilar ‘Healthy Planet’, ou ‘Planeta Saudável’, da Royal Canin, e está relacionada à ação climática, gestão da água, embalagens sustentáveis e uso consciente do solo. O objetivo é construir um futuro mais sustentável a partir do aumento na circularidade e da redução da pegada de carbono e do desperdício. 

“A Royal Canin, como parte da Mars, Inc., tem uma visão holística sobre sustentabilidade, tendo seu foco de atuação voltado para iniciativas que impactem positivamente o planeta, as pessoas e os animais de estimação. E é para minimizar o impacto da cadeia de produção no meio ambiente que nós assumimos o compromisso de zerar as nossas emissões de carbono em até três anos. Porém, estamos muito orgulhosos de anunciar que já temos, aqui no Brasil, uma linha de alimentos para filhotes que é 100% carbono neutro”, comenta a Diretora de Assuntos Corporativos da Royal Canin Brasil, Carla Pistori. 

Para alcançar a neutralidade de carbono até 2025, a Royal Canin mapeou diversas ações que seguem em conformidade com o propósito da marca. Entre elas, destacam-se a redução do impacto ambiental a partir da aquisição de ingredientes sustentáveis e ecologicamente corretos e a redução do desperdício de alimentos, embalagens e produtos ao longo da cadeia de produção, promovendo a circularidade. 

Esforços globais  

Diante desses compromissos, o time global da Royal Canin iniciou o processo de relançamento das embalagens dos alimentos com selo de certificação carbono neutro, em conformidade com a Science Based Targets (SBTi). A neutralidade de carbono significa não acrescentar novas emissões de gases do efeito estufa (GEE) à atmosfera. Por isso, as emissões devem ser compensadas pela absorção de uma quantidade equivalente da atmosfera como, por exemplo, a captura e a reflorestação de carbono, que é apoiada por esquemas de créditos. “Ajudar a combater as alterações climáticas é uma prioridade e estamos trabalhando efetivamente para que, até 2025, nossa meta seja alcançada. Entendemos que o setor precisa estar alinhado às normas e às diretrizes para que isso aconteça”, afirma Carla. 

Alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, a marca já conquistou a certificação de neutralidade de carbono para os alimentos da linha de filhotes, são eles: Royal Canin Puppy and Kitten; Royal Canin Feline Care Nutrition e Royal Canin Breed Health Nutrition Maltese Puppy & Adult. A neutralidade de carbono de cada embalagem foi certificada pela SCS Global Services, globalmente reconhecida e ancorada pela norma PAS 2060, que especifica um processo que envolve: Avaliação das emissões de GEE com base em dados de medição exatos, redução das emissões por meio de um plano de gestão de carbono orientado por objetivos, compensação do excesso de emissões, muitas vezes com a compra de créditos de carbono; e documentação e verificação de declarações explicativas qualificadas e divulgação pública. 

Em 2021, a Royal Canin assinou o compromisso com a Ellen MacArthur Foundation para tornar 100% de suas embalagens recicláveis, reutilizáveis ou compostáveis até 2025. A empresa também está trabalhando com todos os membros da cadeia de valor de embalagens, desde os fornecedores de polímeros até os recicladores finais, para garantir que as embalagens sejam recicláveis e recicladas. Isso envolve, inclusive, liderar campanhas de incentivo junto ao público interno e tutores de pet que consomem os produtos da marca. Esses consumidores também terão um papel fundamental na triagem adequada das embalagens vazias para que possam ser coletadas e processadas. 

Painéis solares 

Desde 2020, a Royal Canin Brasil investe em projetos de eficiência energética e de energia renovável para lidar com as emissões em escala, a partir do desenvolvimento de projetos para o uso de eletricidade renovável e readequação da estrutura de suas fábricas em todo o mundo. A meta é que até 2025 toda a operação da empresa seja readaptada em prol do meio ambiente. 

Para conhecer mais os projetos da Royal Canin, acesse o site, clique aqui.  

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Zootecnista e adestradora canina fala sobre como manter uma boa convivência entre cães e gatos

CRMV-SP promove a 6ª Semana do Médico-veterinário, de 16 a 18 de novembro

Além dos problemas já conhecidos, obesidade pode afetar senso de direção dos gatos

Compartilhe este artigo agora no