in

SEGUNDO PESQUISA, O NÚMERO DE GATOS NOS LARES BRASILEIROS AUMENTOU

Estudo da Hill’s mostra que a escolha por felinos tem sido mais comum

No Brasil já há mais de 25 milhões de gatos, de acordo com a pesquisa encomendada pela Hill’s Pet Nutrition (São Paulo/SP). A projeção é de que, até 2020, o número de gatos ultrapasse 28 milhões nos lares brasileiros. 

Para a médica-veterinária responsável pela área de assuntos veterinários da empresa, Sandra Nogueira, esse aumento se dá por diversas razões. “Os gatos são animais dóceis, bons companheiros, de fácil adaptação em casas menores e mais independentes do que os cães”, comenta. 

A região Norte, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, Rio de Janeiro/RJ), é a que tem maior população de gatos, com 22,7%, seguida do Nordeste com 23,6%, Sul com 19%, Centro-Oeste registrando 14,3% e por último Sudeste com 13,5%. “Os gatos são animais simples de cuidar, mas algumas atenções são importantes para garantir uma vida longa e saudável para esses pets”, menciona. 

gato siames

Alimento úmido para gatos aumenta a ingestão de água (Foto: reprodução)

Em primeiro lugar, segundo Sandra, deve-se procurar um médico-veterinário para vaciná-lo corretamente e esclarecer possíveis dúvidas. “Além disso, já nos primeiros anos de vida a nutrição correta deve ser levada a sério”, frisa. Ela conta que também é preciso levar em consideração algumas particularidades como raça, ambiente em que será criado, atividades que ele fará, entre outros pontos. “Uma alimentação inadequada pode aumentar a predisposição do filhote a problemas como obesidade, desenvolvimento inadequado de ossos e músculos e deficiência imunológica”, insere. 

Uma questão que merece atenção dos tutores, durante toda a vida dos gatos, é o hábito deles ingerirem pouca água, como comenta a profissional: “Por isso, é importante estimular o consumo de água, espalhando potes pela casa, colocar cubos de gelo no pote ou optar por fontes de água correntes, preferida por muitos felinos”. O alimento úmido é uma alternativa para aumentar a ingestão de água. “Além de ser atraente ao paladar dos felinos, possui mais do que o dobro de umidade que os alimentos secos, chegando a ter até 80% de umidade, em comparação a 10% dos alimentos secos. Um pode ser complemento do outro”, explica a veterinária.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CICLO DE VIDA DA LEISHMANIA NO INSETO É DESCRITO EM VÍDEO

NOVA EDIÇÃO DO MANUAL PET FOOD É LANÇADA PELA ABINPET