Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Setembro Vermelho Elanco: campanha chega ao nono ano

Objetivo da iniciativa é apoiar a prevenção de doenças cardíacas em cães
Por Equipe Cães&Gatos
setembro vermelho
Por Equipe Cães&Gatos

A Elanco Saúde Animal lidera o nono ano da campanha “Setembro Vermelho”, com o objetivo de apoiar a conscientização sobre as doenças cardíacas em cães. Embora esse tipo de enfermidade acometa mais animais de meia-idade ou idosos, ela também pode acontecer em filhotes, como causa de uma malformação congênita, por exemplo. Com campanhas informativas e um forte trabalho junto aos médicos-veterinários, a companhia espera que cada vez mais os tutores, ao lado de profissionais de sua confiança, possam identificar a doença em seu cão, seja em qual idade ele estiver, de forma a lhe proporcionar tratamento adequado, bem-estar e longevidade.

“As campanhas coloridas são uma forma didática de chamar atenção para doenças relevantes tanto para humanos como para os animais. O “Setembro Vermelho” foi desenvolvido pela Elanco e ganhou forte repercussão no mercado de modo geral, com mais empresas e também a comunidade médica-veterinária abraçando a causa”, avalia Karina Toledo, Coordenadora de Marketing de Terapêuticos de Pet Health da Elanco. De acordo com a executiva, ajudar mais de 40 milhões de pets a receberem cuidados melhores por meio do trabalho com médicos-veterinários e responsáveis por pets faz parte da agenda ESG da Elanco, sendo um dos seus compromissos com os pets.

A campanha leva o nome Setembro Vermelho Fortekor, em menção aos medicamentos que compõem o portfólio cardiorrenal da companhia, conhecidos como Fortekor Flavour e Fortekor DUO. Fortekor Flavour é composto pela molécula Cloridrato de Benazepril, um relevante iECA (inibidor da enzima conversora de angiotensina), e está disponível em comprimidos palatáveis que auxiliam na administração diária do medicamento. Já o Fortekor DUO possui a primeira combinação de dois importantes componentes no combate à ICC (insuficiência cardíaca congestiva): Benazepril e Pimobendan. “Essa combinação em uma única fórmula viabiliza a redução da quantidade de diferentes medicamentos a serem ministrados ao cão, tornando o tratamento mais fácil”, enfatiza Mariana Cappellanes Flocke, médica-veterinária e Consultora Técnica da Elanco.

As campanhas coloridas são uma forma didática de chamar atenção para doenças relevantes tanto para humanos como para os animais (Foto: reprodução)

Os médicos-veterinários receberão lâminas técnicas, treinamento sobre doenças cardíacas e seu tratamento, cupons de desconto para direcionar aos tutores ao adquirir o medicamento, brindes recordatórios da campanha e placa de reconhecimento pelo seu trabalho em prol dos pacientes cardiopatas. As clínicas e hospitais veterinários, por sua vez, receberão materiais promocionais diversos, como balões, copos, canetas, banners, além de convites e materiais de decoração para eventos que incentivem o check-up dos animais. “Também estamos trabalhando na comunicação dos pontos de venda, pois sabemos o quanto os balconistas são um ponto de apoio aos responsáveis por pets. É fundamental que entendam como o medicamento funciona e que incentivem os tutores a levarem o animal ao médico-veterinário”, afirma Karina.

Outra frente de comunicação são as redes sociais. De acordo com Karina, o PetSquad, time de influenciadores digitais dedicados aos pets, também é acionado na campanha Setembro Vermelho “Quanto mais pessoas abordando o tema, mais chances temos de levar a informação que desejamos e, com isso, mais cedo um cão pode ter acesso ao tratamento adequado”. 

Diagnóstico precoce, bem-estar e longevidade – Estima-se que 10% da população canina seja acometida por doenças cardíacas, das quais 95% são adquiridas e 5% são congênitas. Todas as doenças cardíacas podem evoluir para ICC, independentemente da causa.

“Quanto mais pessoas abordando o tema, mais chances temos de levar a informação que desejamos”, declara porta-voz (Foto: divulgação)

“As doenças cardíacas em cães geralmente começam de forma sutil. Por isso, para evitar que o problema avance e o diagnóstico seja feito de forma tardia, recomendamos fortemente consultas periódicas ao médico-veterinário. O profissional também fará a orientação quanto aos check-ups e determinará qual a frequência necessária, de acordo com o quadro do cão”, avalia Mariana. 

Segundo a médica-veterinária, entre as doenças cardíacas adquiridas ao longo da vida, a doença valvar crônica de mitral é a mais comum entre os cães, acometendo 75% da população. “A patologia ocorre porque a valva se torna espessa, se degenera e passa a apresentar falha de fechamento, levando à regurgitação sanguínea e remodelamento cardíaco, o que desencadeia manifestações clínicas graves”, explica.

Entre as manifestações clínicas que podem indicar problemas cardíacos em cães estão:

  • Falta de disposição ou cansaço para a prática de exercícios;
  • Cianose: é quando a língua ou mucosas ficam com a cor arroxeada devido à falta de oxigenação;
  • Tosse;
  • Dificuldade respiratória;
  • Desmaios;
  • Aumento da ingestão de água.

“Esses são alguns pontos de atenção, mas vale lembrar que só o médico-veterinário, com o auxílio de exames corretos, poderá fazer o diagnóstico preciso”, enfatiza Mariana.

“Como resultado deste “Setembro Vermelho”, desejamos um aumento significativo de visitas dos tutores, com seus cães, aos médicos-veterinários, aumento de check-ups e diagnósticos assertivos. Nossos animais merecem o melhor e nós, da Elanco, estamos aqui para contribuir para isso”, conclui Karina.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinário comenta benefícios de uma internação acompanhada

Animais resgatados na tragédia em São Sebastião continuam esperando um novo lar

Como preparar sorvetes naturais para refrescar os pets nos dias quentes?

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!