in

TRANSIÇÃO DE CRIANÇAS PARA UMA NOVA ESCOLA PODE CONTAR COM A AJUDA DE PETS

Presença dos animais nas escolas ainda aprimora o aprendizado dos alunos

Todos os anos, mais de 7 milhões de crianças mudam de escola, o que pode ser uma experiência angustiante e solitária. Estudos realizados pelo Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal Waltham (Inglaterra) comprovam que o contato com pets é cada vez mais positivo para o bem-estar das pessoas e que eles desempenham um papel importante na vida das crianças, ajudando-as, inclusive, a serem mais saudáveis, criar senso de responsabilidade, estreitar laços de amizade e desenvolver empatia. 

Sabendo disso, a Mars Petcare firmou parceria com duas escolas dos Estados Unidos (Steindorf Steam School (Califórnia) e, também, com a Chelsea Academy (Virgínia) para comprovar como os pets podem contribuir e facilitar a transição de crianças para uma nova escola. Os resultados destacam o poder dos animais de estimação para reduzir o estresse, aliviar sentimentos de ansiedade social e ajudar as crianças a se conectarem com os novos colegas estudantes. 

O vice-presidente de Marketing da Mars Petcare nos Estados Unidos, Craig Neely, reforça que as habilidades dos animais de estimação e o impacto positivo que eles têm na vida das pessoas são notáveis. “No caso desta parceria, ajuda a tornar os primeiros dias em uma nova escola menos estressante e intimidante para uma criança”, declara. 

Na Chelsea Academy, o aluno Nate foi acompanhado pelo seu cão Buddy durante seu primeiro dia de aula. “Uma grande reviravolta como mudar de escola pode ser um enorme desafio para as crianças e afetar seu desempenho estudantil e bem-estar emocional”, destaca a Diretora da escola Chelsea Academy, Bernardine Clark, que adorou a ideia de receber os cães dos novos alunos em seus primeiros dias para ajudar a tornar a transição a mais tranquila possível. 

Programas de leitura. Uma variedade de programas também foi introduzida com o objetivo de melhorar as habilidades de leitura dos alunos, proporcionando oportunidades de ler em voz alta para os cães. A argumentação para esses programas é que a presença de um cachorro pode reduzir a ansiedade da criança quanto à leitura e à leitura em voz alta, já que o pet atua como um público que não é crítico, nem emite julgamentos à prática de leitura da criança. 

A educação especial, em particular, se valeu dos efeitos calmantes dos animais para reduzir os comportamentos tumultuantes na sala de aula. Há um consenso geral de que a presença de animais pode reduzir as explosões emocionais, a agressão e outros comportamentos indesejados. Pesquisadores da área acreditam que, além de reduzir o estresse e a ansiedade, os animais podem ajudar as crianças a concentrar a atenção, ou podem proporcionar algum tipo de motivação de aprender e ser bem-sucedido em uma tarefa. Devido à prevalência do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) em alguns países, descobertas relacionadas a melhorias na atenção e foco podem ter um significado especial para o desenvolvimento de futuros programas educacionais para crianças com esse problema. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

APÓS POLÊMICA COM CÃO, CARREFOUR ANUNCIA AÇÕES EM PROL DOS PETS

CAMPANHA DO CRMV-SC LEMBRA QUE PRAIA NÃO É LUGAR PARA CACHORRO