Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

Uso do WhatsApp: o risco de ações judiciais aos veterinários

CRMV-RJ faz alerta sobre os riscos do mau uso da ferramenta
Por Equipe Cães&Gatos
Close up of doctor holding smartphone in hands
Por Equipe Cães&Gatos

Tem-se observado um aumento significativo em casos nos quais o WhatsApp é utilizado como prova em processos de indenização relacionados a situações envolvendo animais de estimação. É essencial destacar que o mau uso dessa ferramenta de comunicação pode levar não apenas a complicações legais, mas também a demissões de profissionais de saúde.

Este é o alerta do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro (CRMV-RJ) aos médicos-veterinários, clínicas e empresas sobre os perigos associados ao mau uso da ferramenta, podendo resultar em ações judiciais prejudiciais à reputação e prática profissional.

A sensibilidade envolvida na área de cuidados com animais de estimação exige especial atenção ao utilizar aplicativos de mensagens para se comunicar com clientes. Alguns clientes parecem reagir de maneira mais intensa à morte de seus animais do que a outras situações, por exemplo. 

Doctor using smartphone app in hospital office
Sensibilidade envolvida nos cuidados com animais de estimação exige um olhar mais atento às relações e comunicações com tutores (Foto: reprodução)

Nesse contexto, o CRMV-RJ oferece dicas importantes para evitar a formação de provas que possam ser utilizadas contra os profissionais:

  • Evite prescrever remédios ou tratamentos diretamente pelo WhatsApp. Casos de emergência devem ser atendidos pessoalmente, permitindo uma avaliação adequada da situação e a prescrição adequada;
  • Preste atenção nas respostas fornecidas aos clientes. Mensagens escritas impulsivamente podem ser interpretadas de maneira errada. Evite se comprometer com opiniões ou confissões que possam ser mal interpretadas e usadas contra o profissional em ações judiciais;
  • O Conselho ainda indica que os profissionais se abstenham de oferecer opiniões sobre animais não atendidos. Casos em que conselhos são fornecidos sem uma consulta formal podem ser utilizados como prova em ações de indenização;
  • O CRMV-RJ reforça a importância de manter uma comunicação clara e ética com os clientes, preferencialmente registrada em prontuários e documentos formais. O Conselho aconselha aos profissionais da área médica veterinária que estejam cientes dos riscos associados ao uso inadequado do WhatsApp e tomem as precauções necessárias para proteger sua prática profissional e reputação.

“A ética e o profissionalismo são fundamentais para o exercício da medicina veterinária, e o CRMV-RJ está comprometido em fornecer orientações e suporte aos profissionais para garantir a integridade da profissão”, divulga o Conselho.

Fonte: CRMV-RJ, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Conheça o Lancashire heeler, nova raça descoberta

Tutores perdem 11h de sono por semana preocupados com pets

Estudo explica porque maioria dos cães tem olhos castanhos

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!