in

VENCEDORAS DE CONCURSO CULTURAL RECEBEM A OPORTUNIDADE DE PARTICIPAR DO 37º CBA

O Congresso Brasileiro da Anclivepa (CBA) aconteceu de 12 a 14 de maio

O Congresso Brasileiro da Anclivepa (CBA) aconteceu de 12 a 14 de maio

Cláudia Guimarães, da redação

[email protected]

Goiânia (GO) foi o palco de um encontro entre médicos-veterinários de todo o País para troca de experiências durante palestras nacionais e internacionais. O Congresso Brasileiro da Anclivepa (CBA) aconteceu de 12 a 14 de maio, no Centro de Convecções de Goiânia (GO), e ofereceu informações técnicas-científicas e explanações sobre os avanços da Medicina Veterinária.

Depois de uma parceria firmada com a Anclivepa, a Revista Cães&Gatos VET FOOD realizou concursos culturais cujos prêmios eram um par de ingressos para o congresso. As donas das melhores respostas selecionadas compareceram ao evento e contaram o que acharam da campanha e da programação do evento.

A aluna do 7º período de Medicina Veterinária e uma das vencedoras da promoção, Khêluany Tarine de Souza Santos, conta que gostou da iniciativa da revista por oferecer a experiência para quem não teria condições de comparecer ao congresso. Khêluany, que não acreditou que seria uma das ganhadoras, lembra que ficou feliz por ser uma das escolhidas, já que comparecer ao evento significava muito para ela. “O congresso foi muito bom, com muitas coisas da área que eu quero atuar, como dermatologia e reprodução, então foi gratificante participar”, descreve.

A médica-veterinária Chayanne Silva Ferreira também foi uma das sortudas. A profissional diz que estava um pouco atarefada por conta de seu trabalho de conclusão de doutorado que está na fase final. “Participei da promoção pensando ‘se eu ganhar, eu vou’”, recorda Chayanne que participou de uma ação como essa pela primeira vez. Para ela, este ano foi a primeira vez que tive várias palestras completas de nutrição, o que julga enriquecedor para sua evolução.

Outro ponto destacado pela profissional foi a presença de palestrantes internacionais que abordaram temas que já costumam trabalhar aqui no Brasil. “O surgimento de outros profissionais falando sobre o tema que a gente já trabalha, com visão diferenciada da forma da abordagem, faz com que eu consiga repassar para meus alunos”, expõe.

A proprietária da clínica veterinária Patas e Focinhos (Aracaju/SE), Marleine Hiem, diz que toda palestra e congresso é enriquecedor e, para ela, foi uma experiência boa ser uma das vencedoras do concurso cultural. Aos seus 60 anos de idade e 37 de formação, Marleine acha que os médicos-veterinários têm contribuído com as empresas e ela não percebe por parte dessas empresas uma recíproca. “Falta reconhecimento e reciprocidade. Eles sabem procurar para eu vender e usar seus produtos, mas nunca ninguém ofereceu a ida a um congresso”, desabafa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OBESIDADE PODE REDUZIR ATÉ DOIS ANOS DA VIDA DE CÃES E GATOS

NÍVEL DE DISSEMINAÇÃO DA ELETROQUIMIOTERAPIA NO BRASIL CRESCE DENTRO DA MEDICINA VETERINÁRIA