in

VENDA DE FILHOTES DE CÃES E GATOS SERÁ PROIBIDA NO REINO UNIDO

Medida, que visa diminuir o número de maus-tratos, entra em vigor em 2019

Medida, que visa diminuir o número de maus-tratos, entra em vigor em 2019

Uma decisão anunciada pelo Departamento de Meio Ambiente e Assuntos Rurais (Defra, na sigla em inglês) põe fim a venda de filhotes de cães e gatos com menos de seis meses no Reino Unido. O objetivo é reduzir a exploração e maus-tratos aos quais esses animais podem ser expostos.

A medida impõe aos tutores que a compra ou adoção seja realizada diretamente com os criadores ou abrigos. A chamada Lei de Lucy recebeu a aprovação de 95% da população, segundo pesquisas públicas realizadas antes da aprovação.

O nome foi dado a lei em homenagem a uma cadela da raça Cavalier King Charles Spaniel, resgatada de uma “fazenda de filhotes” no País de Gales em 2013. O animal tinha passado a maior parte de sua vida em uma gaiola e seus quadris ficaram deformados devido à falta de exercício.

Após a adoção do animal, o caso foi exposto nas redes sociais e sensibilizou outras pessoas em relação aos maus-tratos. A lei começará a vigorar em 2019 e os pet shops só serão autorizados a lidar com abrigos que respeitam o bem-estar animal ou diretamente com criadores.

Fonte: Emais Estadão, adaptado pela equipe Cães&Gatos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTINTO DE CAÇA É UMA DAS EXPLICAÇÕES PARA AFEIÇÃO DOS GATOS PELAS CAIXAS

PRIMEIRA SEMANA DE TRABALHO DO CFMV MARCA INTEGRAÇÃO