Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

VETERINÁRIA ATUANTE HÁ 58 ANOS FALA SOBRE TRAJETÓRIA FEMININA NO SETOR

Por Equipe Cães&Gatos
Por Equipe Cães&Gatos

Para além da publicação convencional do Dia da Mulher, onde se é apresentado apenas números de mulheres dentro da Medicina Veterinária, a edição de março da Revista Cães&Gatos VET FOOD foi além e traz a você, leitor, uma conversa com a médica-veterinária mais antiga do Estado de São Paulo em atividade.  Augusta Maria Rosa Munhoz Kerbauy, se formou em 1961 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ-USP).

Mesmo que hoje os setores da Medicina Veterinária e Zootecnia mostram que as mulheres tenham se inserido cada vez mais, como afirmado pelos Dados do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), onde o País conta com 83,826 mil veterinárias e 5.567 zootecnistas.

Esta não foi a realidade enfrentada por Augusta, que já conta com 58 anos de atuação na área. Ao longo do bate papo, a médica-veterinária contou à repórter Catarina Mosquete sobre a importância e desempenho das mulheres na área, a ascensão feminina, os motivos de ter adentrado ao universo veterinário, assim como as dificuldades enfrentadas e a área de atuação.

“Entrei na Veterinária não porque eu escolhi outro curso e não passei, eu escolhi essa profissão e nela me senti realizada em vários aspectos”, afirmou.

Para saber mais sobre a mulher que tem o nome marcado na história da Medicina Veterinária brasileira, leia a entrevista completa na edição de março da C&G VF. Acesse aqui.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

Compartilhe este artigo agora no