Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Veterinária dá dicas para manter uma rotina saudável com o pet

Uma rotina regrada proporciona mais segurança e disciplina aos cães e gatos, além de reduzir os níveis de estresse e ansiedade
Por Equipe Cães&Gatos
pets
Por Equipe Cães&Gatos

Assim como para os humanos, a rotina também é muito importante para os cães e, principalmente, para os gatos. Saber quando vai se alimentar, passear e brincar torna o pet mais seguro e disciplinado, além de reduzir os níveis de estresse e ansiedade e melhorar o seu relacionamento com o tutor.

“Ao contrário do que muitos acreditam, os cães e gatos são animais que precisam e gostam de rotina. Mudanças repentinas têm o potencial de deixá-los estressados e até mesmo deprimidos em alguns casos. Os horários de alimentação e passeios, por exemplo, são muito importantes para eles e devem ser mantidos no dia a dia”, afirma Marina Macruz, médica-veterinária e supervisora de Capacitação Técnico-Científica e Técnico-Comercial da PremieRpet.

Além de cuidados com a alimentação, é preciso oferecer um local tranquilo e confortável para que os pets possam se sentir seguros para dormir (Foto: reprodução)

A rotina na alimentação

Seguir horários fixos para a alimentação ajuda na aceitação do alimento pelo animal. “Deixar o comedouro sempre abastecido não é o ideal, pois faz com que alguns animais queiram comer a todo momento e, além disso, a exposição prolongada do alimento compromete a crocância, o sabor e qualidade do produto”, explica Marina.

A quantidade ideal varia de acordo com o peso, idade, raça, nível de atividade física do animal e quantidade de energia disponível no alimento. Por isso é importante seguir a orientação do veterinário ou da embalagem do produto. Para os cães filhotes, a recomendação é fracionar a alimentação no mínimo de três a quatro refeições por dia até os seis meses de idade, quando então é indicado oferecer no mínimo duas refeições diárias.

No caso dos gatos, tanto para adultos quanto para filhotes, o ideal é determinar a quantidade de alimento diária e dividir em várias porções ao longo do dia, sem deixar o alimento à vontade no comedouro, mesmo com a quantidade controlada pelo tutor.

E vale lembrar: os petiscos são excelentes como reforço positivo e recompensa na rotina do pet. Mas não substituem o alimento completo e balanceado e devem representar no máximo 10% das calorias diárias indicadas para a idade e o porte do animal.

Além da alimentação, outros pontos importantes que o tutor deve se atentar na rotina do pet são:

  • Passeios e brincadeiras – É indicado que as brincadeiras com o cão ou gato, se possível, aconteçam sempre no mesmo horário, com atividades divertidas, atrativas e desafiadoras. É indicado que o tutor também mantenha um padrão ao levar o animal para passear.
  • Sono e descanso – A melhor forma de garantir um sono tranquilo é estabelecer uma rotina de passeios, brincadeiras e refeições. Além disso, ofereça um local tranquilo e confortável para que o pet possa se sentir seguro para dormir. Nos momentos antes do sono, aproveite para fazer um carinho e relaxá-lo.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Eutanásia: chegou, mesmo, a hora do pet partir?

Veterinárias explicam o que é DTUIF e os prejuízos que ela traz à saúde dos gatos

Gatos são considerados seres místicos, mas será verdade?

Compartilhe este artigo agora no