in ,

Veterinária da Special Dog Company fala sobre a importância da doação de sangue pet

Empresa trabalha a conscientização sobre o tema por meio da campanha “Doe Amor”

Cláudia Guimarães, da redação

[email protected]

Ao longo de nossas vidas, passamos por alguns percalços em nossos caminhos. Quando se trata de alguma questão relacionada à saúde, então, cada ajuda é bem-vinda, afinal todos prezam pelo que temos de mais valioso: a vida, não é mesmo? Da mesma forma que para nós, humanos, com os animais não é diferente. Eles clamam por uma vida saudável e com qualidade. Neste Dia do Doador de Sangue, vamos mostrar quão importante é a doação de sangue animal.

De acordo com a médica-veterinária, analista de Desenvolvimento de Conteúdo da Special Dog Company, Kelly Maiara Lopes Carreiro de Souza, existem vários casos em que os animais de companhia necessitam de transfusão sanguínea. “Entretanto, os de maior casuística na clínica são: anemias profundas; tumores; cirurgias complexas; hemorragias (atropelamentos, intoxicações, acidentes); picadas de animais peçonhentos; problemas de coagulação, deficiência de plaquetas e deficiência de proteínas”, enumera.

Após o atendimento ao paciente e detectada a necessidade de uma transfusão, seja de sangue total ou hemoderivados, Kelly declara que o médico-veterinário deve, imediatamente, procurar um banco de sangue animal próximo, solicitando uma bolsa de sangue. “As bolsas fornecidas pelos bancos de sangue são seguras e armazenadas da forma correta para garantir a qualidade do sangue, além disso, alguns bancos já fornecem a bolsa com a tipagem identificada”, revela.

No caso de não ter um banco de sangue com o conteúdo necessário disponível, Kelly orienta a iniciar uma busca por um cão ou gato saudável e que possam ser doadores para a possível doação. “Ainda que consiga um pet doador, é necessário que ele seja compatível com o receptor, pois, caso não seja, pode colocar ainda mais em risco a vida do pet que receberá a doação. Por isso, é de extrema importância que as clínicas já tenham cadastros de pets que possam ser doadores, para que estejam prontos nesses momentos de emergência”, recomenda.

As bolsas fornecidas pelos bancos de sangue são seguras e armazenadas da forma correta para garantir a qualidade do sangue (Foto: reprodução)

Condições para o doador

A saúde do doador é de extrema importância para o sucesso da transfusão, como comentado pela profissional. “Um histórico completo do doador deve ser fornecido pelo proprietário antes de cada doação”, expõe.

A analista de Desenvolvimento de Conteúdo da Special Dog Company ainda cita os pré-requisitos para ser um cão ou gato doador:

• Estar saudável;

• Pesar no mínimo 25 kg (cão) – 4 kg (gato);

• Idade entre 1 e 7 anos;

• Comportamento dócil que permita a manipulação;

• Não ter passado por transfusão recente;

• Não ter passado por procedimento cirúrgico recente;

• Não tomar medicações contínuas;

• Possuir vacinação e vermifugação atualizadas;

• Não ser gestante ou lactante.

Bancos de sangue

Kelly declara que ter um banco de sangue animal próximo é de extrema ajuda, pois não há necessidade de localizar um pet doador de última hora, as bolsas já estão prontas para serem adquiridas. “O sangue já foi devidamente analisado, processado – caso tenha sido separado em hemocomponentes e hemoderivados -, fornecendo apenas o que o pet está necessitando no momento e podendo salvar ainda mais vidas com uma só doação. Quando o sangue é fracionado, uma única bolsa doada pode salvar até outros quatro animais (no caso dos cães). Dos gatos, ainda não é comum o fracionamento”, explica.

Em sua visão, é de extrema importância que os médicos-veterinários conscientizem os tutores de que os pets que se enquadram no perfil de doadores possam doar sangue. “Eles podem indicar o banco de sangue mais próximo ou fazer o cadastro desse pet para poder contatá-lo quando necessário. Ser um doador pode trazer inúmeros benefícios, não só para o pet que recebe o sangue doado, mas para os doadores, pois, antes de cada doação, o pet recebe um hemograma completo, além de um check-up de sua saúde. Os pets podem doar sangue a cada três meses, então, sendo doadores assíduos, eles recebem uma avaliação veterinária periódica e o melhor: sem nenhum custo para o tutor”, argumenta.

A Special Dog conta com uma parceria com mais de 60 bancos de sangue do Brasil para auxiliá-los na captação de novos doadores (Foto: divulgação)

É sobre doar amor!

Desde 2018, a Special Dog Company, por meio da campanha “Doe Amor”, trabalha durante o ano todo na conscientização da doação de sangue pet, para diferentes públicos: médicos-veterinários, universitários, lojistas e balconistas de lojas pet e para os tutores em geral. “A divulgação é realizada por meio de ações presenciais com entregas de conteúdos informativos sobre a causa, simpósios para universidades, ações com influenciadores, campanhas em redes sociais e eventos presenciais em parceria com os bancos de sangue pet”, compartilha Kelly.

Além disso, a empresa também conta com uma parceria com mais de 60 bancos de sangue do Brasil para auxiliá-los na captação de novos doadores e fornecendo um kit especial da “Doe Amor” como gratificação a todos os pets que forem até os bancos para doar. “Essa parceria também contempla a divulgação dos bancos parceiros no site da campanha, onde é possível filtrar o banco mais próximo, facilitando a procura”, indica.

Segundo Kelly, a Special Dog Company busca, cada vez mais, novos meios de divulgar a causa para os diferentes públicos. “Atualmente, estamos prospectando mais parceiros e divulgando a causa em locais e estabelecimentos frequentados por pets, para levar a informação e chamar atenção dos tutores, de que seus animais podem se tornar verdadeiros heróis do mundo pet, salvando a vida de muitos outros que necessitam”, destaca.

Além disso, a Campanha ‘Doe Amor’ faz parte do compromisso com a qualidade de vida dos pets, sendo parte do programa estratégico de sustentabilidade ‘Mais Sustentável’, da Special Dog Company.  

Para a profissional, esta é uma causa nobre, mas ainda pouco conhecida. “A missão da campanha ‘Doe Amor’ é levar a informação ao máximo de pessoas que pudermos, divulgando e incentivando esse ato de carinho ao próximo, visando sempre o bem-estar animal”, finaliza.

Kelly Maiara Lopes Carreiro de Souza é analista de Desenvolvimento de Conteúdo da Special Dog Company (Foto: divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pós-parto

Metrite pode ocorrer em cadelas no pós-parto por falta de cuidados corretos de antissepsia

gato cinema

Frontline aposta em produção cinematográfica para estimular adoção de gatos