Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição, Destaques

Veterinários comentam sobre área que teve título de especialista aprovado, recentemente, pelo CFMV

Por Equipe Cães&Gatos
nutrição
Por Equipe Cães&Gatos

Gabriela Couto, da redação 

gcouto@ciasullieditores.com.br 

Um nutricionista ou nutrólogo é o responsável por fazer um histórico completo do animal, incluindo todo o histórico alimentar, entendendo a necessidade do animal e a demanda do tutor. E, nesta quarta-feira (31), é celebrado o Dia do Nutricionista, área que teve título de especialista aprovado, recentemente, pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), juntamente com a nutrologia.  

De acordo com o assessor-técnico Jurídico do CFMV, Rodrigo Montezuma, o reconhecimento das especialidades valoriza o profissional que se dedica a aprofundar o conhecimento em uma área específica de atuação e também garante à sociedade serviços veterinários e zootécnicos, especializados e diferenciados, prestados por profissionais que foram chancelados por instituições devidamente habilitadas no Conselho. 

“A nutrição e a nutrologia animal são especialidades importantes porque, eventualmente, há necessidade de dietas serem prescritas por médicos-veterinários aos animais com necessidades terapêuticas, indicadas para tratamentos geriátricos, pediátricos, renais, entre outras carências relacionadas diretamente à saúde do animal. A nutrição terapêutica prescrita a um animal, em razão de sua condição de saúde, é competência privativa do médico-veterinário.  Já o zootecnista pode atuar com a nutrição geral, visando a manutenção e ganho de peso, por exemplo, em suas competências legais, desde que a dieta não tenha relação direta com a situação de restabelecimento de saúde do animal ou que a dieta a ser formulada tenha a prescrição de um médico-veterinário”, explica Montezuma. 

Para ser considerado especialista, o médico-veterinário tem que passar pelo processo seletivo promovido pelo Colégio Brasileiro de Nutrição Animal (CBNA) e, depois de aprovado, deve solicitar o registro de especialista ao Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) que está inscrito, conforme artigo 8º da Resolução CFMV nº 935/2009. O comprovante de recolhimento da taxa, precisa estar anexado no requerimento, fixado em Resolução específica.  

Segundo Montezuma, o requerimento de registro é analisado pelo CRMV e, depois, enviado ao CFMV para deliberação final. “No caso de regularidade, o registro é formalizado em Resolução específica e terá validade de 5 anos, podendo ser renovado caso atendidas as exigências contidas no artigo 9º da mesma Resolução. O profissional recebe, também, carteira profissional específica com indicação da especialidade alcançada”, revela. 

As especialidades nutrição e nutrologia são muito importantes, pois caminham junto com o clínico geral e outras especialidades da medicina veterinária, fazendo com que a alimentação seja coadjuvante ao tratamento clínico
(Foto: reprodução)

Pelo olhar do especialista 

Para a médica-veterinária do Pet Care e sócia-fundadora da Sociedade Brasileira de Nutrição e Nutrologia de Cães e Gatos (SBNutri Pet), Vivian Pedrinelli, a aprovação da especialidade pelo CFMV é um grande passo para garantir um atendimento nutricional de qualidade para os pacientes. “Isso mostra que a nossa especialidade é séria e que exige treinamento e qualificação para se tornar um bom nutricionista/nutrólogo. Além disso, os tutores poderão contar com uma base de profissionais certificados para poderem agendar avaliações para seus pets”, comenta.  

Vivian conta que o maior desafio da especialidade é conscientizar tutores e outros veterinários de que a nutrição pode ser tão importante quanto outras especialidades para melhorar a resposta clínica em diversos tratamentos. “Outros desafios da área incluem a adesão dos tutores às recomendações, especialmente as mais restritivas, como no tratamento da obesidade. E lidar com dúvidas frequentes sobre os diversos tipos de ingredientes e alimentos, considerando que o mercado muda seus produtos constantemente”, completa. 

Os problemas mais comuns no dia a dia clínico dessas especialidades, segundo a veterinária do Pet Care, são as deficiências causadas por alimentos caseiros desbalanceados e, também, as suplementações excessivas, como o excesso de cálcio em filhotes de raças de grande porte, além do excesso de vitamina D, que pode causar uma intoxicação.   

A deficiência nutricional nos pets pode impulsionar o surgimento de diversas doenças. As frequentemente diagnosticadas por Vivian, incluem a deficiência de gordura, que pode levar a pelos opacos e quebradiços e descamação de pele, e o hiperparatireoidismo secundário nutricional, no qual o animal pode apresentar fraturas por deficiência de cálcio. “Além dessas doenças, observamos, também, a hipervitaminose D, causada pelo consumo em excesso de vitamina D, geralmente proveniente de suplementação excessiva, que acaba causando problemas”, explica a especialista. 

O tutor não deve procurar um nutricionista veterinário só nos casos de falta ou excesso de apetite, o acompanhamento com esse especialista é necessário para manter o pet com hábitos saudáveis. Além disso, o acompanhamento pode auxiliar em diversas doenças, como a doença renal crônica, as reações adversas ao alimento ou alergias alimentares, as neoplasias, a diabetes e doenças do trato gastrointestinal, como a doença inflamatória intestinal. 

A médica-veterinária reforça que estudos e pesquisas na área estão constantemente trazendo novas informações sobre doenças, perfis de alimento, ingredientes específicos e tratamentos mais eficazes para diversas doenças, inclusive aquelas nas quais a nutrição tem um papel importante no tratamento principal ou como coadjuvante. “A atualização é essencial para acompanhar estas novas tendências para podermos sempre trazer uma Medicina Veterinária de qualidade baseada em evidências para nossos pacientes”, conclui. 

As especialidades nutrição e nutrologia são muito importantes, pois caminham junto com o clínico geral e as outras especialidades da medicina veterinária, fazendo com que a alimentação seja coadjuvante ao tratamento clínico, melhorando a qualidade de vida e aumentando a longevidade dos pacientes.    

A C&G VF deseja um feliz Dia do Nutricionista para todos aqueles que fazem a diferença no dia a dia dos pets!    

Compartilhe este artigo agora no