Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Animais auxiliam seus tutores no tratamento da depressão

Benefícios psicológicos vão muito além da simples companhia
Por Equipe Cães&Gatos
People and pets as generation z boy on a couch hugging his cute pet a Labrador retriever.
Por Equipe Cães&Gatos

O companheirismo já é uma característica conhecida dos pets. Agora, você sabia que eles também podem auxiliar aquelas pessoas que passam pelo tratamento da depressão?

Nos últimos anos, cresceu o reconhecimento do impacto benéfico que os animais de estimação podem ter na saúde mental de seus tutores. Os benefícios psicológicos são inúmeros e vão muito além da simples companhia.

A professora do curso de Medicina Veterinária da Faculdade Anhanguera, Rafaela Reis, explica que os animais de estimação podem ter um impacto positivo na saúde mental, pois oferecem companheirismo, reduzem o estresse, incentivam a atividade física, estabelecem uma rotina, proporcionam um senso de propósito, promovem a socialização, oferecem comunicação não verbal e servem como uma distração positiva. 

“Embora não substituam o tratamento profissional, os animais de estimação podem ser um valioso apoio emocional no processo de recuperação da depressão”, acrescenta a profissional.

Сute girl is sitting on the sand on the beach with her pet
Pets são um valioso apoio emocional nesses casos (Foto: reprodução)

Ela ainda aponta alguns dos benefícios comprovados dos animais no combate a depressão: melhora do humor, alívio do estresse emocional, reduzem o estresse e ansiedade por meio da liberação da ocitocina, proporcionam sensação de segurança, estimulam o senso de responsabilidade e ajudam seus donos a não se sentirem sozinhos. 

“No entanto, é importante lembrar que os resultados podem variar, e ter um animal de estimação deve ser considerado com responsabilidade. Os pets podem ser um apoio valioso, mas não devem substituir o tratamento profissional quando necessário”, afirma Rafaela.

E a escolha do pet para essa “tarefa” é muito importante – afinal, diferentes tipos de animais de estimação, como cães, gatos, pássaros e peixes, oferecem apoio emocional de maneiras distintas. 

“Cachorros proporcionam companheirismo ativo e socialização, enquanto os felinos oferecem presença tranquila e conforto emocional. Aves encantam com cantos melodiosos e observação pacífica, e peixes relaxam com seus movimentos suaves e observação tranquila. A escolha do pet deve considerar a personalidade e as necessidades do tutor, pois a ligação emocional única entre o dono e o bichinho é essencial para o apoio emocional oferecido. Independentemente do tipo escolhido, o apoio emocional proporcionado pode ser inestimável”, explica a professora.

Rafaela destaca também que cuidar de um animal de estimação, alimentando-o, dando-lhe atenção e zelando por suas necessidades, pode proporcionar às pessoas com depressão um senso de propósito, estabelecer uma rotina, oferecer uma distração positiva, promover a atividade física e criar uma conexão emocional. 

“Esses fatores contribuem positivamente para a saúde mental, ajudando a melhorar o ânimo e proporcionando uma sensação de realização. No entanto, adotar um animal de estimação também requer compromisso e responsabilidade, que devem ser considerados cuidadosamente”, finaliza.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

CRMV-RS doa 200 microchips para a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura

Ibama envia veterinários para atender botos no Amazonas

Animais selvagens temem mais os humanos que os leões

Compartilhe este artigo agora no

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!