Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Marketing e Produtos

Campanha doa alimentos nutritivos a cães e gatos de rua no inverno

“Cada grão importa” é uma iniciativa da Tudo de Bicho e da Adimax
Por Equipe Cães&Gatos
cão de rua
Por Equipe Cães&Gatos

No intuito de cuidar da saúde e do bem-estar de animais resgatados por ONGS, a marca pet Tudo de Bicho está realizando uma campanha de doação de alimentos nutritivos às vésperas do inverno, em parceria com a fabricante de rações Adimax.

A iniciativa consiste em doar 1kg de ração para cada 10kgs de rações vendidos no e-commerce a entidades que resgatam cães e gatos nas ruas. Além disso, a campanha prevê conscientizar a população sobre a importância da alimentação adequada para a saúde e o bem-estar dos pets.

“Os cães e gatos recolhidos das ruas geralmente estão desnutridos. Eles são expostos ao calor, à poluição, violência, chuva e ao frio, por isso ficam fracos, cansados, magros e apáticos. Com a chegada do inverno, eles precisam de mais energia para se manterem aquecidos, ou seja, precisam estar nutridos para sobreviver ao frio”, afirma a médica-veterinária e analista Técnica da Adimax, Mariana Fragoso.

Os restos de comida caseira podem até alimentar os animais de rua, mas a ração é que vai preparar o organismo para enfrentar doenças (Foto: reprodução)

Para nutrir bem os animais, segundo ela, é preciso levar em consideração a espécie, fase de vida e mudanças fisiológicas. A cada fase – infância, gestação, velhice, etc. –  é possível identificar características que exigem particularidades na formulação do alimento. “Um cão sênior é mais sedentário e tende a ganhar peso. Sendo assim, é importante consumir um alimento com calorias moderadas e quantidades certas de nutrientes. Outro exemplo é a castração. Após a castração, o animal passa por alterações no seu metabolismo e comportamento, portanto precisam de um alimento que atenda a essas necessidades”, exemplifica.

Os alimentos dos humanos não suprem as necessidades dos pets e ainda podem causar desbalanços nutricionais, afetando o metabolismo animal. Mariana Fragoso elucida que alimentar é diferente de nutrir. “Carne e arroz podem até aliviar a fome, mas não têm vitaminas e minerais. Além disso, alguns alimentos são perigosos para os animais de estimação, como chocolate, cebola, alho, uva e abacate”, menciona.

Os restos de comida caseira podem até alimentar, mas a ração é que vai preparar o organismo para enfrentar doenças. Neste ponto, é válido ressaltar que é possível, sim, elaborar um alimento completo com comida caseira, mas isso geralmente é feito por um especialista no assunto.

Animais que apresentam distúrbios fisiológicos e metabólicos também podem se beneficiar de uma alimentação própria, que auxilia no tratamento de doenças como hipersensibilidade alimentar, doença renal crônica, obesidade e osteoartrite. “O objetivo desta campanha, portanto, é fazer nossa ração chegar ao maior número possível de pets, nutrindo animais em situação de vulnerabilidade. Com a qualidade das rações completas e balanceadas da Adimax e a popularidade da Tudo de Bicho, estamos incentivando tutores de maior poder aquisitivo a fazerem doações para ONGs”, afirma Mariana Fragoso.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinário deve ter boa formação para melhor atender seus pacientes

Medicina Veterinária promove o bem-estar coletivo 

XXI Congresso CBNA Pet debate aditivos nutricionais e tecnológicos

Compartilhe este artigo agora no