in

Centro Cultural da Special Dog Company oferece aulas gratuitas para a comunidade

Participantes podem se inscrever em oficinas de costura e artesanato para complementar renda

A Special Dog Company, por meio do seu Centro Cultural, está oferecendo oficinas práticas de costura, artesanato e noções sobre empreendedorismo para pessoas da comunidade. Nas oficinas, os participantes produzem peças que ficam para si e que podem ser comercializadas, para gerar renda. As aulas são para capacitação de mão de obra, de modo que tenham, por meio da educação, uma opção para a geração de renda extra, ou principal, bem como uma oportunidade para abrir seu próprio negócio ou buscar por um emprego.

São aulas gratuitas e que acontecem uma vez por semana, presencialmente, durante seis meses. Pessoas com idade a partir de 15 anos podem se inscrever, e não precisam saber costurar, podem ser iniciantes. Os interessados devem entrar no site do Centro Cultural e preencher o cadastro até o dia 8 de outubro. Os inscritos passarão por uma avaliação interna e, após o dia 13 de outubro, vão ser escolhidos cinco candidatos que serão convidados para as oficinas.

“Acreditamos no poder transformador da educação, então, objetivamos impactar positivamente a vida da comunidade por meio das aulas que ensinam além de corte, costura e outras atividades manuais artísticas, e oferece meios para o desenvolvimento financeiro e social”, declara a gerente Administrativa do Centro Cultural Special Dog Company, Juliana Manfrim.

Projeto já acontece há sete anos e, desde sua estreia até hoje, já compartilhou mais de 100 moldes de peças com centenas de pessoas (Foto: reprodução)

O projeto já acontece há sete anos e, desde sua estreia até hoje, já compartilhou mais de 100 moldes de peças com centenas de pessoas. Entre aqueles que já participaram da oficina, existem diversos cases de pessoas que produzem peças para venda a partir do conhecimento adquirido nas aulas.

Eliana Modesto, 42 anos, é uma das alunas do curso e, hoje, faz peças sob encomenda para completar a renda pessoal que ganha como diarista. Ela é separada, mora em uma casa própria com a filha de 5 anos, mas ainda inacabada, e conta que o conhecimento adquirido nas aulas foi fundamental para que ela pudesse aprimorar as habilidades manuais que possuía e confeccionasse peças com qualidade para comercializar. “Quando eu comecei nas aulas eu não sabia nada sobre costura, fazia peças com cola de tecido para minha filha ou para uso próprio. As primeiras peças que fiz nas oficinas foram para presentear algumas pessoas, que depois de conheceram meu trabalho, se interessaram e fizeram encomendas, que eu já comecei a produzir e entregar”, conta Eliana, que completa esperançosa: “a renda extra me ajudará a terminar a construção da minha casa”.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinários comentam estratégias governamentais para controle da Raiva no Brasil

Maioria dos pets brasileiros foi adotada ou presenteada, de acordo com pesquisa

Biovet proporciona ao mercado Pet brasileiro “Vet para todos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

suplementos mastigáveis para pets

Suplementos mastigáveis facilitam os cuidados com a saúde dos animais

primavera e os pets

Veterinária indica os cuidados específicos com os animais durante a primavera