Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

CFMV faz cerimônia pública para posse administrativa da gestão 2023-2026

Atual presidente abriu a programação e num discurso curto e bem-humorado
Por Equipe Cães&Gatos
diretoria
Por Equipe Cães&Gatos

A posse administrativa da Diretoria Executiva da Gestão 2023-2026 do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) foi assistida presencialmente por cerca de 30 funcionários e transmitida on-line para membros do Sistema CFMV/CRMVs em todo o País. A cerimônia, originalmente prevista para ocorrer de maneira protocolar na sala da Presidência do conselho, foi realizada na área de recepção da sede provisória, em Brasília, na segunda-feira (20).

A mudança foi a pedido do presidente, Francisco Cavalcanti de Almeida, que oficializou a transição para Ana Elisa Fernandes de Souza Almeida, cujo mandato vai de 17 de dezembro de 2023 a 16 de dezembro de 2026 e será a primeira mulher a presidir o CFMV. Também assinaram o termo de posse os futuros vice-presidente, Romulo Spinelli; o secretário-geral, José Maria dos Santos Filho (atual tesoureiro e secretário-geral em exercício, devido à viagem de Helio Blume para o VII Foro Internacional de Educación Veterinaria, no Uruguai); e o tesoureiro, Marcos Vinicius Neves.

O atual presidente abriu a programação e num discurso curto e bem-humorado, exaltou a presença dos colaboradores do CFMV e do presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal, Jadir Costa Filho, e seus assessores. Saudou de forma carinhosa e pessoal cada componente da nova Diretoria e lembrou seu convívio com o pai de Spinelli, no Rio de Janeiro.

Francisco Cavalcanti de Almeida é o atual presidente do CFMV (Foto: divulgação)

“Eu não tive oportunidade (de ter esse momento) quando, em 2017, recebi o conselho federal. Foi apenas uma reunião fechada no gabinete. E hoje, não, Dra. Ana: vamos transmitir o conselho para você e sua equipe perante todo o corpo de colaboradores, uma coisa inédita aqui no conselho federal, porque somos irmãos. É o Sistema que ganha com a integração desse trabalho harmônico que fizemos aqui na Diretoria”, destacou Cavalcanti.

Na sequência, todos assinaram o termo de posse e o secretário-geral em exercício lavrou-o, lendo o documento para os presentes.

Emoção na posse administrativa 

Foi, então, a vez de a nova presidente discursar e destacar o apoio que sempre recebeu da família, dizendo que, em casa, a última palavra é a do marido: “sim, senhora” e arrancou risos dos presentes. Também agradeceu e dirigiu-se com carinho a Cavalcanti, que se emocionou com as palavras da sua atual vice.

“O senhor me deu a coragem para assumir esse desafio, porque sucedê-lo não é fácil. Uma pessoa com uma vivência, uma visão de futuro e que nos inspira a cada momento. Às vezes, eu esmorecia, mas aí dizia: ‘lembre-se do Dr. Francisco’, e levantava a cabeça. Então, muito obrigada, o senhor está marcado no meu coração, na minha vida. Tenho muito, muito orgulho de ter feito parte de sua gestão”, afirmou Ana Elisa.

Ela enalteceu os colegas que vão compor a nova Diretoria, bem como os futuros e atuais conselheiros, e reforçou que sua atuação visa ao reconhecimento e valorização do CFMV, dentro e fora da Medicina Veterinária e da Zootecnia, de forma transparente, aberta ao diálogo e focada na orientação profissional, em detrimento da punição.

“Temos o compromisso de fazer uma gestão participativa, com articulação institucional, buscando sempre o fortalecimento e a inovação dos processos para alcançarmos a visibilidade e o tão desejado reconhecimento social das nossas profissões. Os desafios são muitos, mas estamos prontos para encará-los, sabendo que podemos contar com vocês”, assentiu Ana.

Nova gestão, presidida por Ana Elisa Fernandes de Souza Almeida vai de 17 de dezembro de 2023 a 16 de dezembro de 2026 (Foto: divulgação)

Diretoria destaca desafios

Para o vice-presidente da gestão 2023-2026, os ideais e objetivos dos componentes da nova Diretoria são os mesmos, por isso, Spinelli acredita muito no que será realizado.

“As dificuldades aparecem e o grupo tem de estar unido, com o mesmo foco na qualidade, valorização profissional e, principalmente, com a gestão participativa, indo ao encontro dos regionais, para que contribuam para a valorização da Medicina Veterinária e da Zootecnia. Esperamos realizar uma gestão extremamente profissional, contando com toda a equipe”.

O novo tesoureiro lembrou que a transição é importante para que o grupo possa se aprofundar nos projetos que o CFMV já vem desenvolvendo, de modo a se inteirar e ajustar a rota de acordo com o que a chapa se comprometeu durante a campanha para a gestão.

“Começamos essa caminhada de transição a partir das excelentes gestões anteriores do Dr. Francisco, para que não haja nenhum hiato administrativo, pensando na otimização dos recursos, na automatização dos procedimentos, na desburocratização de tudo aquilo que for possível”, descreveu Neves, que considera que seus dois mandatos como presidente do regional de Santa Catarina, após ter sido tesoureiro da autarquia, foram uma escola para que chegasse ao federal.

Atual tesoureiro e futuro secretário-geral, José Filho aproveitou para agradecer a confiança dos que votaram na chapa eleita. “A mudança de cargo é um novo desafio, considerando que a Secretaria-Geral possui muitas atribuições, e espero estar no nível do que o cargo reserva. Faremos de tudo para que essa confiança se concretize com um trabalho de qualidade”, disse.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

“Salsichas” demandam cuidados com coluna e sobrepeso

Conheça quatro doenças oculares mais comuns em cães

Sinais de que seu pet ficou mal acostumado na pandemia