Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Como preparar seu pet para a chegada do bebê

Profissional dá dicas de como administrar esse momento tão importante para a família
Por Equipe Cães&Gatos
cachorro e bebe
Por Equipe Cães&Gatos

A gravidez é um momento emocionante e cheio de expectativas e emoções diversas, mas para quem tem um cãozinho em casa, pode surgir a preocupação sobre como ele irá reagir à chegada do novo membro da família.

- PUBLICIDADE -

Segundo o especialista em comportamento animal e adestramento residencial funcional, Bruno Nascimento, é possível preparar seu pet para essa transição de forma tranquila e positiva. Aqui, o adestrador, traz orientações e dicas para preparar seu cãozinho e transformar essa transição em uma experiência tranquila para todos. Lembrando que as adaptações devem acontecer antes e continuar após a chegada do bebê.

Apresentando o novo membro da família

Os cães possuem habilidades sensoriais mais apuradas do que as dos seres humanos, permitindo-lhes captar os movimentos do feto mesmo estando no útero da mãe. Um dos primeiros passos recomendados pelo especialista é permitir que o cãozinho experimente e ouça o que está acontecendo com o bebê ainda no ventre, desenvolvendo vínculos e fortalecendo a conexão entre eles.

É importante reforçar comandos básicos como “senta”, “fica” e “vem”, que serão úteis para controlar o cão (Foto: Divulgação)

Após o nascimento, o bebê torna-se uma fonte de estímulo positivo para o cão. É crucial estarmos atentos, pois o cão não terá nenhuma familiaridade com o recém-nascido, tornando essencial o preparo tanto antes quanto depois do nascimento.

Preparando o ambiente

Comece introduzindo gradualmente as mudanças no espaço, como a instalação de móveis do bebê ou a criação de novas rotinas, isso ajuda o cão a se acostumar com as novidades aos poucos, evitando que ele associe essas mudanças diretamente ao bebê, o que poderia gerar ciúmes ou estresse se não realizado de forma prévia.

Ao gerar as mudanças no espaço físico é benéfico inserir sons que o bebê futuramente irá emitir (choro, risada, etc) e após essa exposição sempre gratificar o cãozinho com um estímulo positivo (brincadeiras, passeios, petiscos, etc).

Adaptação à nova rotina

A rotina do cãozinho certamente será impactada pela chegada do bebê e é fundamental que ele se adapte a essas mudanças antes do grande dia. Começar a ajustar horários de passeios, alimentação e atenção, assim como simular a rotina que você terá após o nascimento do bebê ajudará o cão a se familiarizar sem sentir que está sendo negligenciado em prol do novo membro da família. Após o nascimento do novo membro, é importante realizar o estímulo positivo como exemplificado anteriormente.

Preparar seu cãozinho para a chegada do bebê exige planejamento e paciência, mas com as estratégias certas, é possível garantir uma convivência harmoniosa (Foto: Reprodução)

Introdução ao cheiro do bebê

Outra dica valiosa é familiarizar o cãozinho com o cheiro do bebê antes mesmo dele chegar em casa. Uma boa dica é trazer uma peça de roupa do bebê da maternidade e deixar o cão cheirá-la, sempre após essa introdução realizar o estímulo positivo. Isso o ajuda a reconhecer o bebê como parte da família, reduzindo a ansiedade e a curiosidade excessiva.

Treinamento e comportamento

O treinamento é uma parte fundamental do processo. É importante reforçar comandos básicos como “senta”, “fica” e “vem”, que serão úteis para controlar o cão em situações em que você precisará de mais atenção para o bebê. Além disso, treine o cão para respeitar o espaço do recém-nascido, como o berço e o quarto, evitando que ele entre nesses locais sem sua permissão.

Reforço positivo

Utilizar técnicas de reforço positivo é essencial para ensinar ao cão que o bebê traz coisas boas. Recompensá-lo sempre que se comportar bem na presença do bebê ou durante as interações com seus itens cria associações positivas é de extrema importância e ajuda o cão a ver o novo membro da família como uma fonte de coisas boas.

Monitoramento e segurança

Finalmente, nunca deixe o cão e o bebê sozinhos sem supervisão. Mesmo o cão mais dócil pode reagir de forma inesperada a um novo estímulo. Sempre supervisione as interações e, se necessário, utilize barreiras físicas para separar o cão e o bebê como portões, por exemplo, quando você não puder monitorar de perto.

Preparar seu cãozinho para a chegada do bebê exige planejamento e paciência, mas com as estratégias certas, é possível garantir uma convivência harmoniosa. “Com um pouco de tempo e esforço, você pode ajudar seu cão a se adaptar à nova dinâmica familiar e garantir que todos os membros da casa, humanos e caninos, estejam felizes e seguros,” conclui Bruno.

Fonte: Assessoria de Imprensa, adaptado pela Equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:
Cães tem tártaro? Saiba mais e como tratar
Aprenda a reduzir a queda de pelos no seus pets
Quais são os diferenciais dos alimentos naturais super premium?

Compartilhe este artigo agora no