Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Como se despedir do seu animal de estimação?

Rituais de despedida e a busca por preservar as lembranças de momentos felizes são bem-vindos nessa fase
Por Equipe Cães&Gatos
foto-luto
Por Equipe Cães&Gatos

Uma pesquisa realizada pela Euromonitor indica que, somente em 2022, o número de animais de estimação  no Brasil chegou a 168 milhões, o que levou o país a ocupar o terceiro lugar com mais animais domésticos – os chamados pets – no mundo. Apesar de a interação entre o homem e o animal ser muito antiga, a relação entre os dois seres vem mudando cada vez mais ao longo dos anos. Hoje, alguns cães e gatos, por exemplo, são considerados membros da família, fizeram e fazem parte de toda uma trajetória de vida de pessoas, o que torna um momento inevitável, o da morte, um processo ainda mais difícil de lidar.

O periódico em psicologia “Quando morre o animal de estimação: um estudo sobre luto”, escrito por Márcia Núbia Vieira, traz uma série de entrevistas com pessoas que tiveram animais de estimação e que passaram por esse momento de despedida. Segundo a autora, na percepção dos entrevistados, o cão é igual, quase igual e até superior a um ser humano, além de um ser que proporciona amor incondicional, segurança, companheirismo e alegria, merecendo, portanto, cuidados e atenção.

Cuidado com as lembranças bonitas que essa relação trouxe pode ajudar nesse processo de luto (Foto: reprodução)

Essas informações são trazidas pela diretora dos Crematórios e Cemitérios Vaticano e CEO da empresa The Diamond, Mylena Cooper, que ainda menciona: “A pesquisa mostra que esse lugar ocupado pelos animais nas vidas de muitas famílias faz com que as experiências de perda por morte resultem em muita dor e sofrimento, levando as pessoas a vivenciarem uma grande ansiedade pela separação”.

Para passar por um momento tão delicado como a perda de um animal de estimação, Mylena destaca que rituais de despedida e a busca por preservar as lembranças de momentos felizes vividos em sua companhia podem ser um caminho para superar o luto e encará-lo da melhor maneira. “Para auxiliar nessa difícil jornada, a Vaticano, com unidades no Paraná e em Santa Catarina, passou a atuar com a cremação pet, oferecendo, por exemplo, a possibilidade dos tutores levarem as cinzas de seus pets para casa ou transformá-las em diamantes ou cristais”, conta.

No caso dos diamantes, segundo ela, com apenas 300 gramas de cinzas de cremação do pet é possível fazer uma joia. “Já no caso dos cristais, a transformação de uma pequena quantia de pelos ou parte das cinzas resultantes da cremação podem ser incrustadas em cristais e transformadas em  pingentes ou peças decorativas”, informa.

Em sua visão, os animais de estimação também merecem uma despedida na mesma medida do amor que sempre tiveram. “Perder um amigo pet é um processo doloroso, assim como a perda de uma pessoa, e requer cuidado e atenção. A despedida feita em ambiente adequado, além do cuidado com as lembranças bonitas que essa relação trouxe, podem ajudar muito nesse processo”, encerra.

Fonte: Assessoria de Imprensa, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Como reconhecer medicamentos veterinários falsos?

Estudo com veterinários portugueses alerta para a saúde mental

Personalidades participam de leilão beneficente contra abandono de animais

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!